Parei Para Assistir: A Culpa É Das Estrelas

                         fs

Direção: Josh Boone
Elenco: Shailene Woodley; Ansel Elgort; Nat Wolff.
Duração: 2h5min
Classificação: 5/5
Sinopse: Diagnosticada com câncer, a adolescente Hazel Grace Lancaster (Shailene Woodley) se mantém viva graças a uma droga experimental. Após passar anos lutando com a doença, ela é forçada pelos pais a participar de um grupo de apoio cristão. Lá, conhece Augustus Waters (Ansel Elgort), um rapaz que também sofre com câncer. Os dois possuem visões muito diferentes de suas doenças: Hazel preocupa-se apenas com a dor que poderá causar aos outros, já Augustus sonha em deixar a sua própria marca no mundo. Apesar das diferenças, eles se apaixonam. Juntos, atravessam os principais conflitos da adolescência e do primeiro amor, enquanto lutam para se manter otimistas e fortes um para o outro.


" Creio que podemos escolher como contar uma história. Você pode aliviar, dizendo que nada é tão ruim que não tenha jeito. Como uma música do Peter Gabriel. Gosto dessa versão como qualquer garota. Só não é verdade.
Me desculpe..."

Hey amores! O Parei Para Assistir de hoje é mais do que especial, indescritível e difícil. O mais difícil da minha vida! Eu assisti o filme no sábado passado, e só consegui me concentrar em escrever algo agora. Eu não encontrava e ainda não encontrei palavras, para descrever nem de longe o que eu senti. Se eu chorei? Sim, essa é com certeza a primeira coisa que todos perguntam. Seguido de um audível e exagerado: - É fiel ao livro? Sim, é bem fiel ao livro! Claro que dentro do que a duração do filme permitia. Mas sim, é bem fiel!

A primeira coisa que eu gostaria de esclarecer é que eu não sou daquelas pessoas que se empenham em falar das técnicas áudio e visuais, nem das técnicas utilizadas pelo diretor para manter nossa atenção. Também não dou muito do meu tempo analisando os cenários, ou a produção do filme. Eu gosto de falar da atuação, da trilha sonora e principalmente o que eu senti com o filme, o que ele me ensinou, o que eu aprendi com toda aquela situação, se me emociona ou não.

E bom comecemos dizendo que sim, eu aprendi  muito com  A Culpa É Das Estrelas, o filme não tem nenhuma cena essencial cortada. Ou seja, da forma que deu sim, foi bem fiel ao livro. Na verdade no fim, tive vontade de levantar e aplaudir a produção, a atuação, a trilha sonora e ao tio João Verde! Tiro meu chapéu para eles! O filme ficou lindo, emocionante e profundo.

Com a mesma delicadeza e profundidade na abordagem do assunto, fomos presenteados com uma atuação digna dos personagens do livro. E eu realmente não consegui segurar as lágrimas. Na verdade desidratei no meio do filme! Primeiro que a trilha sonora do filme, em conjunto com aquelas cenas me tiraram o fôlego! A atuação do Ansel e da Shailene, são simplesmente perfeitas!!! Nada menos do que isso. E o Natt que roubou a cena eo meu coração interpretando o Isaac.

Todos os pequenos detalhes preciosos foram reservados. E embora as pessoas estejam meio chateadas coma questão do Okay, que foi colocado no filme O.K. E claro, é compreensível, fez diferença. Mas não deixou de ser o sempre deles. e o nosso também. Outra coisa que me chamou atenção, foi que durante a exibição do filme, sempre que mudavam as cenas e éramos apresentados a novos cenários eu dizia: - Meu DEUS! É igualzinho como eu imaginei! E aí lá vinha a emoção de novo. Me senti dentro do livro de novo...

Tinha uma menina sentada ao meu lado e da minha irmã, que levou sua mãe para assistir com ela. E teve um momento que eu não vou conseguir esquecer nunca! Nas cenas mais difíceis, elas se abraçaram e choraram juntas. E lá estava eu chorando não só pelo filme, mais também pela cena linda que talvez só eu estivesse vendo, proporcionada pela atuação magnífica  e a linda história de amor de Hazel e Augustus.

Tá, eu levei meu lencinho. Ok, não foi de papel, mais o meu favorito. Daqueles bem antigos, que as donzelas deixavam cair e os cavalheiros recuperavam e lhes entregavam. Um presente do meu pai, que agora tem um valor sentimental maior ainda! Logo após o término do filme, a primeira coisa que eu fiz foi abraçar meus pais! Tive vontade de aproveitar tudo, com muito mais cuidado e mais carinho. 


Não vou me prender falando do filme em si, simplesmente porque eu destruiria a mágica. Mas como eu já disse está bem fiel ao livro, e traz a mesma quantidade transbordante de emoção e reflexão. E que trilha sonora gente!! Amei demais! Tive vontade de dar um beijo na bochecha do produtor(a) musical do filme viu! A música Oblivio dos Indians, gente coração não aguenta!!! :( Trilha sonora PER-FEI-TA!!!!!


Teve outro evento que eu não vou esquecer nunca. Depois do filme se formou uma fila quilométrica em frente ao banheiro. Lógico, todas desesperadas por se recompôr depois de toda aquela emoção. E comigo não foi diferente. Chegando no banheiro, eu fiquei do lado de fora esperando a fila diminuir. E tinha uma menina do meu lado que tinha acabado de sai de lá de dentro e ficou do meu lado esperando alguém. Bom, eu não estava me aguentando. Pela minha cabeça só passava a frase: Eu não quero ver um mundo sem Augustus Waters. E aquela cena com as tulipas, ahhh tulipas, são minhas flores favoritas! Era pra mim tenho certeza!!!! rsrsrsrs. E quando eu virei um pouco o rosto, lá estava a menina com não muito mais do que uns 13 anos de idade chorando também! E ambas começamos a sorrir! Talvez de nervoso, de reconhecimento da situação, de companheirismo, não sei. Mas enfim, ela perguntou: -Você estava assistindo A Culpa É Das Estrelas? Diante a minha resposta que foi só o balançar da minha cabeça,não conseguia falar, começamos a chorar juntas de novo... Não sou capaz de esquecer isso! 

Quando eu pensei que iria conseguir fechara a torneira aberta que os meus olhos se tornaram eu dou de cara com essa imagem no espelho do banheiro! Aí não tem quem aguente né?



Bom, depois de toda a maratona que eu enfrentei para chegar a tempo, trocar os ingressos errados, e me recompor depois. Eu sobrevivi, mas fiquei com aquele vazio, aquela saudade e gostinho de quero mais.
Essa é com certeza uma história de amor que jamais será esquecida. Não tem como esquecer! Simplesmente lindo e doce, triste e verdadeiro. De uma forma que só vendo para entender!!
Recomendo muito!!!! E levem lencinhos e alguém para abraçar! Vale muito apena ir acompanhado...

Espero que tenham gostado!
Bjokas e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer me fazer feliz, ou curtiu a matéria? Comente! Sua opinião é o mais importante! Ah, deixe seu link que terei prazer em retribuir o carinho ;)

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo