4

Lá Vem Resenha: Caminhos de Sangue



Autor(a): Moira Young
Páginas: 352
Classificação: 5/5 
Sinopse: Saba passou a vida inteira na Lagoa da Prata, uma imensidão de terra desértica assolada por constantes tempestades de areia. O lugar não a incomoda, contanto que o irmão gêmeo, Lugh, esteja por perto. Quando, porém, uma gigantesca tempestade chega trazendo quatro cavaleiros de mantos negros em seu rastro, a vida que Saba conhece chega ao fim: Lugh é raptado e ela tem que embarcar em uma perigosa jornada para resgatá-lo.
Repentinamente jogada na realidade selvagem e sem lei do mundo além da Lagoa da Prata, Saba não consegue pensar no que fazer sem Lugh para guiá-la. Por isso, talvez a maior surpresa seja o que descobre sobre si mesma: é uma lutadora incansável, uma sobrevivente feroz e uma oponente perspicaz. Com a ajuda de um audacioso e atraente fugitivo e de uma gangue de garotas revolucionárias, Saba se torna a protagonista de um confronto que vai mudar o destino de sua civilização.
Com ritmo arrasador, ação constante e uma história de amor épica, Caminhos de Sangue é uma aventura grandiosa ambientada em um mundo futurista e violento. 



"Olhano fundo dentro de mim. Encontrano os meus pensamentos mais sombrios, meus piores medos.

— Eu conheço você, — uma voz sussurra. — Eu conheço você." Isso tudo só durou um instante. Ele e eu, trancados dentro dum instante.

Hey amores e amoras! Hoje estou aqui para falar de um livro mega especial, que me pegou de surpresa e ganhou completamente meu coração.Sabe aquele livro que você pega pra ler, inicia a leitura e depois se pergunta se era mesmo o que você queria? Pois é, foi bem assim que começou minha relação com Caminhos de Sangue. Mas depois que a ação começou, eu respirava o livro.


Na hora de escolher essa leitura foi uma luta comigo mesma. Eu estava entre ele e um outro livro distópico. Mas no fim optei por ele, e agora me sinto super grata pela minha escolha. Mas no início, confesso que pensei em desistir.


Acho que essa dúvida em que eu fiquei sobre continuar ou largar foi a melhor parte de tudo. Eu adoro quando sou surpreendida por uma história. Quando eu começo insegura e de repente a história da uma guinada e ganha vida bem diante dos meus olhos. Melhor. Sensação. Do. Mundo!


O livro conta a história de Saba. Uma menina de dezoito anos que mora com seu pai, seu irmão gêmeo adorado, e sua irmã mais nova. A quem culpa pela morte da mãe e o aparente desligamento do pai.



"— Talvez seja hora de você começar a ter a sua própria opinião sobre as coisas. Até onde eu sei, as estrelas são só... Estrelas."

Saba tem uma certa adoração pelo irmão, que é um pouco obsessiva e assustadora. Nunca vi ninguém tão devotado como ela. Mas isso somente se aplica a seu irmão Lugh. Sua pequena irmã, Emmi, de apenas nove anos de idade recebe todo o ódio e mágoa de Saba por ter perdido sua mãe ainda tão cedo. Com a mesma idade que a irmã tem agora.



"O Lugh vai primeiro, sempre primeiro, e eu venho atrás.
E assim tá bem. Assim tá certo.

É assim que tem que ser."

Saba não esconde seu ressentimento pela irmã mais nova. E se não fosse o Lugh eu realmente não sei o que seria da menina. Com um pai bastante desligado e que lê as estrelas, o que Saba considera uma loucura do pai, o único que realmente se importa é o Lugh. Acho que por isso a fascinação de Saba. Foi ele quem a criou, e olha que eles tinham a mesma idade quando perderam a mãe.


Saba é uma mulher forte, decidida e durona. Não há conversa mole com ela. Ela é literalmente, nesse momento, minha heroína pessoal! haha. Me senti vingada sempre que ela entrava em ação como O Anjo da Morte. Apelido que ela ganhou, merecidamente, ao entrar na jaula. Lugar onde ela era obrigada a lutar até a morte.


Esse é um dos motivos pelo qual o livro é comparado a Jogos Vorazes. Dá para entender o porquê, mas não acho que seja parecido não. Bom, de qualquer forma, o livro realmente tem um fundo bem violento. Mas, o que me deixou bastante frustrada, não detalha as cenas de luta. Detalhe do qual eu senti muita falta! 


Bom, Saba tem dezoito anos Obrigada Deus!!! não estamos lidando mais com problemas adolescentes. As coisas são bem mais sérias! E a menina nunca saiu do pequeno povoado onde mora. A Lagoa da Prata. O lugar já quase deserto e sem nenhuma forma de sobrevivência, é invadido por homens conhecidos como Tontons no décimo oitavo aniversário de Saba e Lugh. Os homens vestidos da cabeça aos pés, levam Lugh embora, e ainda por cima matam o pai de Saba. Restando apenas a pequena Emmi.



"Lagoa morta. Terra morta. Vida morta."

Ficar somente com a Emmi não é nenhum consolo para Saba. E perder o pai, é como perder o chão. Saba é movida por apenas um único motivo: Encontrar o irmão.  E ela não desiste até conseguir. 



"Ele é a minha luz.
Eu sou a sombra dele.
O Lugh reluz que nem o sol.
Por isso que deve ter sido tão fácil acharem ele."

A partir desse ponto não há mais como largar o livro. Quem consegue passar pela chuva vai encontrar o pote de ouro no fim do arco-íris! rsrs. O livro ganha vida, se enche de ação e nos põe sem fôlego! Eu li o livro na época do Natal, enquanto fazia compras com a minha mãe. E nas lojas era mais ou menos assim: Um braço nos produtos o outro braço e os olhos no livro. Imagina como a minha mãe ficou feliz com isso?! hehehe.


A ida de Saba atrás do irmão se baseia em um plano básico. Entregar a irmã a melhor amiga de sua mãe. E partir em busca do irmão. Sem nem mesmo saber onde procurar. Simples assim! Mas ao chegar a casa de sua tia, uma linda surpresa espera por ela. Não só ela aceita ficar com a Emmi, como também sabe onde Lugh está. E agora sim nossa heroína sabe para onde ir.



"— Por isso que num ficamos todos juntos quando deixamos Vila Esperança. Ele procurava respostas no céu.
Eu olho pro que tá na minha frente, no meu redor, dentro de mim."

Infelizmente nem tudo sai como o esperado. E Saba acaba sendo raptada por dois velhinhos. Sim, dois velhinhos! O senhor e a senhora Pinch. Aparentemente somente um casal perdido no deserto necessitando de ajuda e coincidentemente indo para o mesmo lugar que a Saba. O que poderia dar errado?


Saba acorda já sendo obrigada a lutar por sua sobrevivência. E aí eu me apaixonei por essa personagem! Quando eu esperava que ela chorasse ou sei lá o que ela poderia fazer nessa situação, ela levanta a cabeça e luta! Ela nunca desiste, ela não fica de mimimi, ela não se cansa! A mulher é imbatível!! E eu a amo por isso!!! Estava precisando de uma guerreira como ela.



" Ele me disse que tem gente que acha que corvo traz morte, mas eu tava decidida a cuidar dele, e se eu boto uma coisa na cabeça ninguém tira."

O lugar onde ela luta é conhecido como A Jaula. É nesse local que acontece as lutas. E o lugar é realmente uma jaula, por isso o nome. As lutas são somente pela diversão do povo. É mais ou menos como a política do pão e circo. As pessoas enfurecidas e cheias de chaal ,droga utilizada pelo rei tirano para ter poder absoluto, se deliciam com as mortes que sempre acontecem no meio da multidão, após um lutador perder três vezes seguidas. Saba nunca passou por uma situação nem mesmo parecida, ela não perde uma! E por isso é apelidada de o anjo da morte.



"(...) Ele disse que aquilo era chaal e que era veneno pra mente e pra alma."

Durante o período na cela onde vive, ela acaba conhecendo Helen. Uma mulher resignada com seu destino. Ela sabe que não vai viver muito no meio das gladiadoras. E exatamente por isso resolve ajudar Saba. Helen, foi uma daquelas personagens com uma passagem muito rápida, mas que deixa sua pequena enorme marca. Gostei muito dela, e achei sua morte brutal desnecessária. Mas já esperava que ela fosse morrer então...


Após ficar sabendo das Gaviãs Livres através de Helen, Saba logo procura uma forma de entrar em contato com elas para escapar. E um plano mirabolante e maravilhosamente arriscado é traçado. As Gaviãs Livres são minhas divas! Fortes, corajosas, destemidas e leais, conseguiram me surpreender quando eu achei que o livro já tinha chegado ao seu ápice! E eu preciso dizer o quanto eu amei esse nome!!!


As Gaviãs Livres ao comando de sua líder Maev vão libertar todos os prisioneiros da jaula, em um plano mega arriscado, mas que tem tudo para dar certo. O problema é que nada sai como o planejado. Outra coisa incrível sobre a Saba, seu bichinho de estimação é um corvo, o Nero. E que não apenas é seu companheiro de sempre, mas também seu guardião. E Saba precisa improvisar para escapar da morte mais uma vez. 


Como sempre, ela não desaponta. E quando tudo parecia perdido, Saba dá um show! Eu acho que nem preciso dizer o quanto amei cada cena de luta dessa mulher né? rsrs. Bom, após a fuga perigosa mas bem sucedida, Saba está livre para continuar sua procura sem fim. Mas ao que parece o que o seu coração mais desejava, ela já havia encontrado.


Jack é só mais um dos gladiadores da jaula. Mas o único que conseguiu chamar a atenção de Saba. Não porque ela realmente se interesse por ele, pelo menos não de início, mas sim porque a pedra do coração, do colar que era de sua mãe esquenta sempre que ele está por perto. O que não ajuda muito, já que ela contava com o colar para encontrar o irmão.


Após a fuga Saba ajuda Jack a fugir também, e ele promete retribuir o favor. Jack é aquele tipo de personagem que logo de cara encanta. Ele é engraçado, irônico e cheio de si. Ás vezes ele irrita um pouquinho, mas nada que nos faça o amar menos. Além é claro, de ser lindo! Mas Saba não tem tempo para distrações. O que ás vezes também me irritou. A obsessão para encontrar o irmão, fazia da Saba uma chata de primeira. Um pequeno defeito da sua personalidade forte.



"—O amor faz você ficar fraco. Quando você se importa com alguém tanto assim, você num consegue pensar direito."

Após resolver o que ainda havia para ser resolvido, Saba parte em busca de seu irmão novamente. Agora já com o caminho certo, ela sabe exatamente o que fazer. E com a ajuda extra de Jack e das Gaviãs Livres, encontrar Lugh é apenas o começo de uma grande batalha épica pela sobrevivência. E nada é o que parece.


Esse foi com certeza uma das melhores leituras de 2014. Já fazia um tempo que eu não me apaixonava com tanta intensidade por um livro em todos os aspectos. E por todos os personagens. A Saba com certeza tem um lugar especial no meu coração. Acho que até hoje, ela foi a personagem feminina com a qual mais me identifiquei. Ela é somente uma, em todos os momentos. E o fato de ser a força em si, me faz amá-la ainda mais.Com certeza a minha personagem favorita no mundo!  The Best Forever! 

Não dá para falar de todos os personagens secundários sem acabar falando demais, ou sem transformar a resenha em um livro rsrs. Mas também não dá para deixá-los de lado. O grande motivo pelo qual hoje Caminhos de Sangue é meu livro favorito, é porque ele é completo. Em todos os aspectos o livro é nota dez! 


Um fator importante é que todos os personagens tem sua função na história, e personalidade forte de maneira própria. Amei á todos, cada um a sua maneira. 


Outro ponto forte do livro é sua escrita, não só a narrativa que é magnifica, envolvente e angustiante. Mas também o modo como o livro é escrito. Na lagoa de prata, e nesse novo mundo futurístico, eles não recebem educação. E por isso o modo de falar dos personagens completamente errado bem peculiar, reflete na escrita. E no início isso me desanimou tanto, que eu achei que não seria capaz de prosseguir na leitura.  Mas quando me acostumei, isso foi só mais um dos motivos pelo qual eu amei o livro! 


Um livro forte, cheio de ação, que embora não detalhada seja o suficiente para quase nos matar do coração. Com personagens marcantes e inesquecíveis, um enredo bem construído e surpreendente eu super indico para todos os fãs de distopia, e também para queles que querem conhecer o gênero. 



"A notícia tá correno.
O Anjo da Morte vai cair."

Para Ler Ouvindo: Fall Out Boys - Centuries ( Que tem simplesmente TUDO a ver com o livro, além de ser maravilhosa!) 




Espero que vocês tenham gostado e que não deixem de comentar ;)

Bjokas e até a próxima...

4 comentários:

  1. Estou APAIXONADA! Comecei a ler sua resenha e não consegui parar. quero muuuito ler *-* quando eu vi a música do fall out boy então... me de um amor no coração! kkk estou te seguindo.
    beijão
    http://www.renatacaparroz.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi lindaaa! Awwwnt fiquei aqui com o coração cheio de alegria depois desse seu comentário lindo! Obrigada por seguir o blog! Você também é flor do Fall Out Boy? OMG! Eu amo demais, os caras são fera!!! rsrs. O livro é incrível e você vai amar!! Quando ler me conta o que achou. Bjokas e volte sempre linda!

      Excluir
  2. Amei seu blog ! *-* Essa resenha ficou impecável, fiquei muito tentada a lê-lo! *-*
    Estou seguindo seu blog, depois da uma passadinha no meu, espero que goste.
    Hungry Eyes
    Bjoos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi flor! Obrigada minha linda!! Que bom que você gostou do blog e da resenha. Estou tão feliz!!! <3 Eu com certeza indico o livro. Você tem que ler! E quando ler me conta o que achou! Bjokas... E Eu ameeeeeei o seu blog!

      Excluir

Quer me fazer feliz, ou curtiu a matéria? Comente! Sua opinião é o mais importante! Ah, deixe seu link que terei prazer em retribuir o carinho ;)

Tecnologia do Blogger.