Lá Vem Resenha: O Maravilhoso Agora

Autor: Tim Tharp


Páginas: 320

Classificação: 4\5

Sinopse: Sutter Kelly é O Cara, o rei das festas. Porém, diferente dos amigos adolescentes, não está preocupado com o futuro, está mais interessado em viver o agora. Com um 7Up batizado nas mãos ele está pronto para qualquer coisa. Mas nem tudo anda bem para ele. Vive discutindo com a mãe, o pai há anos não dá notícias, e sua namorada Cassidy lhe deu um pé na bunda. Em meio a esse caos, a doce Aimee pode despertar Sutter para outra realidade. E, pela primeira vez, ele tem o poder de fazer a diferença na vida de alguém, ou de arruiná-la para sempre. O livro que deu origem ao filme.


É o máximo estar na rua tão cedo de manhã, antes mesmo de o sol nascer. É uma sensação de se estar super vivo. É como saber um segredo que todas as pessoas caretas dormindo dentro de casa ignoram. Ao contrário delas, você está alerta e ciente de que existe,bem aqui, neste exato momento, entre o que aconteceu e o que ainda vai acontecer."

Hey amores e amoras! Eu estive namorando esse livro durante algum tempo. Com essa capa linda, esse título poético e essa sinopse que promete o que poderia ser uma linda história de amor, não tinha como não se apaixonar.


"- A infância é um país fantástico de se viver.
- Cara, seria engraçado se não fosse tão verdadeiro."

O livro diferente do que eu pensei, traz muito além do que uma história de amor. Embora o livro seja muito bem visto por alguns, eu li muitas críticas negativas a seu respeito. De qualquer forma eu precisava ler. Sempre que estava com o livro sentia uma paz e uma vontade de aproveitar o hoje, que me fez dar uma chance.


"Só quero encontrar algo que dure, para variar."


O personagem central Sutter, é um cara bem desligado do futuro. Diante da vida que levou, com a criação que teve, a vida perdeu um pouco do seu sentido. Não há muito o que se esperar do futuro. Ele é uma surpresa e isso é maravilhoso.
O grande problema, é que o menino despreocupado que ele sempre foi está perto de virar um homem adulto. Ele precisa crescer.


É como gritar em um desfiladeiro e
ficar esperando por um eco que nunca vem."

Sutter não leva nada a sério, não tem uma faculdade em mente, não tem ambições para o futuro, e se vê feliz e com a vida perfeita  apenas tomando seu uísque e tendo sua linda namorada. Ele só não contava com o fato de que Cassidy, sua namorada, quer algo do futuro. 


" - Não.Mas também não quero só tardes de quinta-feira. Não quero só alguns momentos. Quero uma vida inteira.
— Cassidy, caso você não saiba, a vida é feita de tardes de quinta-feira. É só ir vivendo uma depois da outra e deixar o resto dar conta de si mesmo."

A vida de Sutter é uma completa bagunça. Seu melhor amigo acredita que somos comandados por vampiros atômicos, sua namorada terminou o relacionamento por querer um futuro, ele não se relaciona bem com o padrasto nem com a mãe, a quem culpa pela partida do pai, e acredita que sua irmã é uma golpista. A única pessoa que o conforta, é o dono da loja onde trabalha, que está sempre pronto para lhe dar um bom conselho.


"— Não tem problema algum em ser um sonhador. Gosto de ouvir os sonhos dos outros. Meu pai, por exemplo, não sei se tinha sonhos. Era igual a mim. Todo segundo na vida é um sonho para caras como a gente."

É nesse momento que pela primeira vez Sutter se vê confrontado pelo futuro. E a vida dele vira de cabeça para baixo. Ele não quer perder Cassidy. Mas estaria pronto para mudar completamente por ela?

Aimee é uma menina doce, ingênua e obediente. Que acaba entrando na vida de Sutter de uma forma bem inesperada. De início Sutter simpatiza por Aimee, pela sua história de vida. Mas durante o decorrer do livro um algo a mais começa a acontecer.

Eu não esperava encontrar o que encontrei. O livro é todo narrado por Sutter, o que fez com que eu simpatizasse muito com o personagem. No final do livro eu já me sentia amiga dele, como se eu fosse parte da sua mente.

A narrativa realmente nos faz sentir parte da história. E embora o Sutter seja um cara bem desligado e por vezes problemático, eu consegui gostar bastante dele.


"Não somos mais a Geração Mais Rápida Que a Velocidade da Luz. Não somos nem a Geração do Futuro. Somos os Garotos Que Já Estão Ficando Para Trás, e aqui estamos reunidos, para nos escondermos do futuro e fugirmos do passado." 

Aimee se tornou uma espécie de boa ação para Sutter. Mas quanto mais ele a conhece, mais ele gosta dela e o que acontece entre os dois muda a vida de ambos.

Aimee tem uma vida bem ruim. O padrasto só dá trabalho. Sua irmã mais velha e seu porto seguro foi embora. Sua mãe é viciada em jogo, e ela submissa a todos.

Quando ela encontra Sutter caído no quintal de uma casa, em uma rua simples, na sua entrega de jornal pela manhã, ela nem imagina que ele a ajudaria a se tornar outra pessoa. O que por momentos foi ótimo, mas em outros bem ruim.

Eu fiquei apreensiva de que o Sutter estivesse somente usando a Aimee, mas conforme a história desenvolve vamos descobrindo um sentimento real. O que me surpreendeu, já que na maior parte do tempo, ele só pensa nele mesmo.

O que mais gostei no livro foi o estilo da narrativa. Ele aborda tantos temas sérios e fortes, que é quase difícil acreditar que a narrativa vá se manter tão leve e tranquila como se mantém.

Os personagens secundários tem sua parcela de importância na história, mas acabei por não gostar de nenhum.

Depois de mudar completamente a vida de Aimee, e de acabar aprendendo a não pensar só em si mesmo. Em amar e deixar ser amado, Sutter tem um difícil desafio pela frente. Quando a relação começa a ficar mais forte do que ambos esperavam, o futuro começa a se entrometer e a situação começa a prejudicar a única pessoa que você conseguiu amar verdadeiramente, o que se deve fazer? Continuar e esperar o fim, ou ir embora e deixá-la livre sem mais complicações?


"Talvez uma única pessoa
possa salvar o mundo. Aposto que eu poderia. Eu poderia salvar o mundo — por uma noite apenas."

Esse livro é muito reflexivo. E eu gostei bastante das reflexões espôntaneas e profundas de Sutter. O modo leve como ele vê tudo. O jeito desleixado do menino que se mostrou tão doce e nada egoísta ao fim da história. Que embora tenha tido um final resolvido, eu realmente esperava mais.


" O problema é que, às vezes, um tempo pode se transformar
numa eternidade antes que você se dê conta."

Mas enfim, a palavra para descrever essa história é reflexão. Um livro que nos faz pensar e repensar a vida. Que embora cheio de assuntos sérios, nos transmite uma paz e a esperança de termos um maravilhoso agora. O livro já foi adaptado e eu pretendo ver o filme logo! Quando eu assistir venho dizer o que achei.

Para Ler Ouvindo: The Strokes - You Only Live Once



Espero que tenham gostado e não deixem de comentar o que acharam! 

Bjokas e até a próxima...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer me fazer feliz, ou curtiu a matéria? Comente! Sua opinião é o mais importante! Ah, deixe seu link que terei prazer em retribuir o carinho ;)

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo