Lá Vem Resenha: Enfeitiçadas


Enfeitiçadas

Autor: Jessica Spotswood

Páginas: 272

Editora: Arqueiro

Classificação: 5/5

Sinopse: Enfeitiçadas - Antes do alvorecer do século XX, um trio de irmãs chegará a idade adulta, todas bruxas. Uma delas terá o dom da magia mental e será a bruxa mais poderosa a nascer em muitos séculos: ela terá poder suficiente para mudar o rumo da história, para suscitar o ressurgimento do poder das bruxas ou um segundo Terror. Quando Cate descobre esta profecia no diário de sua mãe, morta há poucos anos, entende que precisa repensar seus planos. Qual será a melhor opção: servir a Irmandade, longe dos olhos vigilantes dos Irmãos Caçadores de Bruxas, aceitar uma proposta de casamento que lhe garanta proteção e segurança ou abandonar tudo e viver um grande amor proibido?

Prepare-se para se encantar com os jovens pretendentes de Cate, abominar o ódio e a repulsa que os Irmãos dedicam a meninas e mulheres, e aguardar ansiosamente pela sequência de As Crônicas das Irmãs Bruxas.


Não acredito que o Senhor deseje que sejamos infelizes, senhorita Cahill. Não é pré-requisito para a salvação. É o que eu penso."

Hey amores e amoras! Eu andei pensando muito em Dezesseis Luas esses últimos dias, e por coincidência em uma das minhas andanças na net, acabei por conhecer a capa do último livro das Crônicas das Irmãs Bruxas. Bom, a capa me ganhou! E como a história é de bruxas, me lembrou Dezesseis Luas, e resolvi dar uma chance. Posso dizer que estou completamente Enfeitiçada pela história.

O livro conta a história das irmãs Cahill, um trio de bruxas, que como conta a profecia pode suscitar o poder das bruxas, ou causar um segundo terror. Cate, a irmã mais velha, está em uma grande enrascada tendo que proteger suas irmãs e decidir o que fazer sobre a profecia que lhe parece uma maldição.


" Por mais segura e bonita que seja, uma jaula é sempre uma
jaula."

Só com a sinopse, não dá para ter ideia de como esse livro vai muito além do que parece. E garanto, ele vai muito além! O livro é narrado por Cate, a irmã mais velha do trio. Quando ainda pequena perdeu a mãe, por conta de um parto mal sucedido, e desde então ficou com a missão de proteger e cuidar de suas irmãs, Maura, a do meio, e Tess ,a mais nova.

Quando sua mãe, bruxa, ainda era viva, Cate descobriu se poder. E ainda muito nova para tal, desenvolveu de forma muito rápida seus poderes. Incluindo o mais raro, a Magia Mental. E depois da morte da mãe, que a ensinou somente os feitiços básicos, e aterrorizou a pobre Cate, fazendo-a temer a magia, ela para de aprimorar seus poderes. Mas sua irmã, Maura, descobre também ter poderes, e logo depois Tess. E todas, são capazes de fazer magia mental. A profecia se aproxima.

Com o recebimento de um bilhete anônimo, Cate encontra o diário de sua mãe e descobre sobre a profecia que diz que quando o trio de bruxas, todas irmãs, chegar a idade adulta, a bruxa mais poderosa terá o poder de devolver o poder as bruxas, roubado pelos Irmãos da Fraternidade, ou, se cair em mãos erradas, acabar matando todas as bruxas que sobraram dos massacres causados pela fraternidade.


" A Fraternidade sugaria toda a cor e a alegria do mundo se permitíssemos."

As bruxas dominavam a Nova Inglaterra, mas, o poder foi tomado pelos irmãos da fraternidade. Uma espécie de governo autoritário, que caça bruxas, as condena e as mata. Eles pregam que as mulheres tem a única utilidade de casar e ter filhos, e que se sucumbirem aos próprios desejos, serão mulheres perversas. 


O Senhor não escuta as súplicas de meninas perversas."

O poder da fraternidade é tão grande, que até mesmo os livros, e a livraria da cidade são perseguidos. As meninas aprendem somente o que eles julgam necessário, e as bruxas são totalmente desprezadas e odiadas. 

Cate cresceu com medo de que a fraternidade a descobrisse. Culpa de sua mãe, que escondeu seu poder a vida toda, até mesmo do marido, por medo. Mas Maura e Tess, são destemidas e teimosas, e Cate sofre para mantê-las na linha. O que a faz temer mais ainda por sua vida e a de suas irmãs.

Sim, como vocês perceberam, a Cate é uma bruxa muito contida, e até medrosa. Ela acredita em tudo que a fraternidade diz, e até se acha perversa por já ter usado sua magia para proteger suas irmãs. Mas ela também tem seu lado forte e destemido. Ele é teimosa e durona, e sabe o que quer. Não dura muito a fase o que faço agora? Logo ela se encontra em meio ao turbilhão em que sua vida se transforma, e decide o que fazer. Pena que as coisas quase nunca acontecem como esperamos...


"Aprendi rapidamente a escapar dessas coisas com o pensamento. E a nunca, jamais, demonstrar meu medo. A Mãe nos ensinou que todo o poder de uma bruxa está na mente. Não podemos transformar a matéria, mas apenas a maneira como as pessoas veem as coisas e, em casos muito
raros, o modo como se lembram delas."

Cate não tem opção com a cerimônia de intenção se aproximando. Ela precisa escolher entre se casar, ou servir a irmandade. E Paul, seu amigo de infância está de volta a cidade e pretende se casar com ela, mas quer levá-la com ele para outra cidade, o que para ela, não é uma opção. Já que terá que se afastar de suas irmãs, e com a descoberta da profecia ela não pode fazer isso.


O Universo nunca levou meus desejos em consideração.
Maura ainda acha que pode fazer com que o mundo se renda à sua vontade. Ela vai aprender."

A caça as bruxas está mais forte do que nunca, afinal só na Nova Inglaterra, há muitos trios de irmãs, todas meninas. E a fraternidade teme a volta das bruxas ao poder. Cate tem que ser cuidadosa em sua escolha, mas uma paixão proibida e repentina, faz com que tudo em que ela acreditava seja novamente colocado a prova.

A partir desse ponto, quando Cate se apaixona por Finn, o livro que já era perfeito, fica ainda melhor! Finn é um personagem realmente apaixonante. Ele vive com um livro em mãos e é super inteligente. 

Filho do dono da livraria da cidade, convive com as ameaças e a constante presença da fraternidade, que pretende fechar a livraria para que não haja como ler sobre magia. E embora esse tipo de livro seja completamente proibido, a livraria tem alguns exemplares deles. 


Ler é a fuga perfeita para qualquer coisa que a aflija."

Após a morte do pai, Finn luta arduamente para manter a livraria, sua mãe e irmã bem. A livraria que fica por conta de sua mãe, o que não é bem visto pelos irmãos da fraternidade, é o único meio de sobrevivência da família. Até Finn ir trabalhar como jardineiro, para o pai de Cate. E é aí, que a complicação começa.




As únicas pessoas dispostas a ajudar Cate, são Mariane a mãe de Finn - que era melhor amiga da mãe de Cate - e suas recém amigas bruxas Rory e Sachi, que a ensinam novos feitiços. De todo modo, a cerimônia se aproxima e Cate tem de tomar uma decisão. Decisão essa, que é drasticamente tomada após a chegada de Elena, a governanta que esconde muitos segredos e que chega para ajudar as meninas a entrarem na sociedade.

A Elena é aquele tipo de personagem, que chega de mansinho se fazendo de boazinha, mas com quem - eu pelo menos - não fui com a cara desde o começo. Cate também não. Mas Maura, que é a irmã problemática logo está um grude só na governanta. Elena é um lobo na pele de cordeiro, e sinceramente eu a odeio!

Maura é a típica menina mimada e metida a vilã. Logo de cara soube que ela seria a irmã ruim. Ela vive em pé de guerra com Cate por causa da magia, e não se contenta com o que tem. Quer mais do que pode ter, e acaba se machucando feio com isso. O problema e que ela sempre desconta tudo em Cate. E está disposta a ir as últimas consequências pelo que quer. Não gostei dela, embora em alguns momentos tivesse tido esperança de que ela acordasse...


Nós somos bruxas, Cate. Nascemos assim. A magia não é algo vergonhoso, por mais que os Irmãos queiram nos convencer disso. É um dom. Eu gostaria que você aceitasse esse fato."

Tess é a pequena sábia. Um amor de menina, e irmã maravilhosa. Embora seja muito enérgica, curiosa e esteja sempre usando a magia de forma errada - colocando-se em situações perigosas - dá para ver que ela tem um bom coração. Muito madura para sua idade, às vezes ela é a única que sabe o que fazer quando tudo desmorona. Queria que ela fosse minha irmã! kk


Perversões daquilo que as mulheres devem ser (...) Porque amavam outras mulheres? Ou porque se recusavam a ser submissas à autoridade de um homem?"

O pai das meninas é um personagem muito retraído. Não se recuperou do luto e vive ausente. Grande parte de Cate ter que se virar sozinha se deve a ele. E embora eu tenha tido certa empatia e até pena do personagem,acho que ele podia ser um pai melhor. 

Cate é a teimosa. Ela é teimosa em muitos aspectos, e conforme ela se apaixona e reencontra seu velho amigo, conhecemos seu lado descontraído e engraçado. As cenas dela com o Finn são as melhores! Ela é doce, forte e decidida. Quase chorei de tanta felicidade por isso, não iria suportar se ela fosse daquelas que ficam sempre pra baixo e não sabem o que querem. Creio que ela tem muito mais para mostrar e estou ansiosa para ver. 

O seu lado sério também é digno de admiração. Ela está sempre disposta a fazer tudo por suas irmãs. Inclusive sacrificar sua própria felicidade. Não mede esforços para fazê-las feliz, e está sempre presente. Ela é muito cuidadosa e inteligente. O que a faz uma personagem da qual você tem vontade de ajudar. Adorei a Cate.

E o Finn! Ahhhhhh, o Finn. Ele é inteligente, lindo e tem sardas! eu acho muito lindo homem com sardas! kkk Ele é tão doce! Sacrifica tudo por Cate, e até me tirou lágrimas com suas atitudes. É um amor tão verdadeiro, puro e forte, que ele não se preocupa se é repentino demais, está sempre um passo a frente, pronto para ajudá-la. Ele e sua mãe, juntamente com Cate, formam um trio perfeito! E são meus personagens favoritos com certeza! Estou completamente apaixonada pelo Finn... suspiros, e mais suspiros rs


– Bom, então ele e eu vamos ter que concordar em discordar nesse ponto. Para que serve um livro
se não dá prazer?"

Bom, o final surpreende. Não só por que tudo que achávamos que sabíamos estava errado, mas também porque havia um plano,e de repente ele se esvai pelos dedos. A sensação de frustração é inevitável, mas junto com ela, a expectativa do que virá marca presença. O final me deixou em choque, mas estou louca para saber o rumo que a história vai tomar.


Mas já estou vendo. Para proteger as pessoas que amo, eu faria tudo de novo. Só espero ser capaz de viver com as consequências."

Eu super indico o livro, porque é realmente perfeito. Esse mês estou dando muita sorte com minhas leituras! rs. É uma ótima pedida para os fãs de Dezesseie Luas, e com certeza o aviso que acompanha a sinopse é mais do que verdadeiro: Prepare-se para se encantar com os jovens pretendentes de Cate, abominar o ódio e a repulsa que os Irmãos dedicam a meninas e mulheres, e aguardar ansiosamente pela sequência de As Crônicas das Irmãs Bruxas. O Paul não é um dos meus favoritos, mas é um fofo também. Só o que posso dizer é: LEIAM!!!


É o fim de um sonho e o início de outro"

Espero que tenham gostado, e que não deixem de me dizer o que acharam! 

Nos vemos em breve! Mil beijokas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer me fazer feliz, ou curtiu a matéria? Comente! Sua opinião é o mais importante! Ah, deixe seu link que terei prazer em retribuir o carinho ;)

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo