07 março 2014

Best- Sellers Internacionais São Os Favoritos Dos Cariocas




Oi, oi amores! Constantemente toco na mesma tecla: Autores Nacionais. E é exatamente sobre isso que eu quero falar aqui de novo! Uma matéria feita pelo O Globo deu uma dimensão a respeito dos empréstimos feitos em bibliotecas públicas da cidade e do estado do Rio de Janeiro, levantando a questão da preferência dos leitores por autores internacionais e best-sellers.
Segundo levantamento, Nicholas Sparks está na lista dos autores mais lidos em sete entre dez bibliotecas mantidas pela prefeitura. Já nos números estaduais, o autor teve suas obras emprestadas 116 vezes enquanto a brasileira mais bem colocada da lista,Zíbia Gasparetto, teve 29 solicitações. Nas bibliotecas do estado do Rio, quem lidera o ranking dos autores mais populares é J.K. Rowling.
Em bibliotecas estaduais de Manguinhos, Niterói e Rocinha, J.K. Rowling também mantém a popularidade, mantendo a liderança com 121 empréstimos de “Harry Potter e a pedra filosofal” e 89 de “Harry Potter e a câmara secreta”. Nesses três espaços a brasileira mais bem colocada foi Thalita Rebouças, com “Fala sério, professor”, com 60 solicitações e “Fala Sério, Amor”, com 30.
Bibliotecários dos locais manifestaram preocupação com relação a preferência popular por trilogias, best-sellers e títulos que chamam de “comerciais”, alegando que clássicos brasileiros podem estar caindo no esquecimento. 
Bom, esse será um final trágico para a história da literatura nacional. Dramatismo? Não meus caros leitores. Preocupação! Por não darmos valor as maravilhosas obras que temos! Aqui em Brasília tem autores excelentes que tem que sair por aí praticamente pedindo Por Favor, para que as pessoas comprem seus livros! Isso é ridículo! Nós temos que incentivar nossos escritores! E não depreciá-los em favor de outros que não são nossos compatriotas, que fazem livros para ganhar dinheiro e principalmente que já tem tanto apoio e ajuda por parte do seu país e de seus leitores.

Me indigno com o fato de como um livro nacional é rebaixado em uma editora nacional. Enquanto que um livro de fora é tão exaltado que agente encontra cartaz fazendo propaganda até em parada de ônibus! Nunca vi um uma propaganda de um livro nacional assim. O que eu quero dizer não é que é errado comprar outros livros ou gostar dos outros autores. Na verdade é bem ao contrário! Se gosta? Leia! Eu por exemplo adoro de todo o coração o Nicholas Sparks. Mas do mesmo tanto que amo sua escrita e leio seus livros, tento ser justa diante a quantidade de livros nacionais que tenho lido. 

E já comentei no blog que tenho tido grandes surpresas com nossos autores. Estão ficando cada vez melhores! Se a qualidade deles aumentou porque nossa capacidade de dar chances e de procurar algo novo caiu? Não podemos deixar que a situação continue assim! Chegamos ao ponto de em um programa em rede nacional, uma mulher formada perguntar: " O que é Dom Casmurro?"  Pois eu respondo. É uma das obras mais incríveis que tive a oportunidade de começar a ler! Fluí tão rápido!! E a escrita rebuscada não atrapalha em nada o desempenho do livro.

Está na hora de nós leitores mostrar-nos que do mesmo tanto que os autores estão sempre dispostos a melhorar a qualidade de suas obras, nós estaremos sempre prontos a apoiá-los e ajudá-los a mudar essa triste realidade do nosso país.

Bjokas e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer me fazer feliz, ou curtiu a matéria? Comente! Sua opinião é o mais importante.