25 março 2014

Veronica Roth Diz Que "Divergente" Foi Sua Terapia

Oi,oi amores! Em entrevista ao site da revista People, a escritora Veronica Roth afirmou que escrever a trilogia Divergente foi quase como uma terapia. De acordo com o site, a autora afirmou sofrer com ansiedade, e escrever sobre uma adolescente destemida foi uma grande ajuda para lidar com seu problema.

            
Eu a admiro em certos aspectos porque ela não hesita em tomar uma atitude quando sente que está fazendo a coisa certa”, afirmou Verônica para a publicação, que também mencionou de que modo a ansiedade pode se tornar um sério transtorno. “A ansiedade cria um tipo de prisão em você mesmo. Ela te impede de fazer coisas que você faria normalmente porque você tem medo demais.”
Embora os livros tenham ajudado, Veronica disse continuar em terapia, necessária para conseguir lidar com a fama obtida com o sucesso dos livros e também com a proximidade da estreia do primeiro filme baseado em sua obra.
O primeiro filme da trilogia Divergente estreia no Brasil em abril.
Acho que para muitos fãs da série também foi.O que vocês acham?
Bjokas e até  a próxima.

2 comentários:

  1. Não sei se foi uma terapia, mais ainda assim muito deprimida com o final de Convergente. Não achei justo o que aconteceu.

    http://minhasprimeirasimpressoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. É eu também não entendo muito bem o que ela quer dizer com terapia, já que ela está fazendo terapia agora por não saber como lidar com a fama... Mas, os escritores são sensíveis né? Fazer o que? Não sabia que convergente terminaria dessa forma! Que pena, parece ser uma ótima história! Volte sempre e obrigada pela visita! Bjokas

    ResponderExcluir

Quer me fazer feliz, ou curtiu a matéria? Comente! Sua opinião é o mais importante.