27 junho 2014

Próximo Filme De " Academia De Vampiros" Será Curta Metragem

Hey amores e amoras! Depois do fracasso de bilheterias do primeiro filme, Academia de Vampiros, os fãs acreditaram que a série não emplacaria, porém o “fandom” é muito grande, e  página oficial do primeiro filme no Facebook postou novidades sobre a possível adaptação via curta-metragem, confira:



“Ora, mais de 35 mil fãs no facebook e nossa última postagem teve mais de mil likes! É disso que estou falando,#VAFamily. Nossos seguidores no twitter estão um pouco atrasados, mas eles nos acompanharão. Talvez eles apenas precisem de um pouco de inspiração. O que acham?

Temos o prazer de anunciar que estamos executando um plano para trazer Aura Negra à vida! MAS… e esse é um grande MAS… nós iremos precisar de sua ajuda.

Tirando do manual dos Guardiões – é hora de treinar! Nós precisamos ter uma porcentagem maior de membros ATIVOS. O que isso significa? Significa que temos um grosso de mil fãs aqui que participam, MUITO, e doze mil fãs que nos acompanham semanalmente… mas precisamos aumentar este número. Então nas próximas duas semanas, iremos trabalhar em acordar todo mundo, certificando que eles recebam as notificações das nossas atualizações e mobilizar as tropas.

Você quer Aura Negra? Esse é o primeiro passo. O poder está nas mãos dos fãs. Que a sorte esteja sempre… oh, espere, quero dizer “As coisas morrem. Mas elas nem sempre ficam mortas.” #AuraNegra

Coração a mil agora hein? Cruzem os dedos e torçam!!! Conheça a página do face!
Bjokas e até a próxima.


Agenda Bienal!! Atualização


Hey amores e amoras! Olha a agenda atualizada da bienal pra vocês aí amores! 

A organização da 23ª Bienal do Livro de SP começou a divulgar os dias e horários da presença dos escritores convidados para o evento, que acontece de 22 a 31 de agosto de 2014. 

Affonso Solano - 28/08 às 18hrs
"Literatura Fantástica - a fantasia ganhando espaço com Carolina Munhoz e Raphael Draccon", na Arena Cultural.

Bárbara Morais - 23/08 às 14hrs
Lançamento do livro "A Ameaça Invisível", no Grupo Editorial Autêntica.

Bruna Vieira - 24/08 às 11hrs
"Papo de garotas com Paula Pimenta", na Arena Cultural.

Carolina Munhoz - 28/08 às 18hrs
"Literatura Fantástica - a fantasia ganhando espaço com Affonso Solano e Raphael Draccon", na Arena Cultural.

Cassandra Clare - 23/08 e 24/08 às 14hrs
"Universo Fantástico da Leitura", na Arena Cultural.


Imagem: Divulgação Cassandra Clare

Cristovão Tezza - 26/08 às 14hrs
"O papel do escritor brasileiro: ouvi-los ou lê-los.", no Salão de Ideias.

Danilo Leonardi - 24/08 às 16hrs e 30/08 às 14hrs
Sessão de autógrafos do livro "Por que Indiana, João?", na Giz Editorial.

Eduardo Spohr - 30/08 às 20hrs
Narrativas Ficcionais.


Imagem: Divulgação Eduardo Spohr

Eric Novello - 24/08 às 14hrs
Lançamento do livro "Exorcismos, Amores e um Dose de Blues", no Grupo Editorial Autêntica.

Felipe Castilho - 24/08 às 14hrs
Lançamento do livro "A Cidade Incompleta", no Grupo Editorial Autêntica.

Harlan Coben - 23/08 às 10h30
"Os mistérios da ficção policial.", na Arena Cultural.


Imagem: Divulgação Harlan Coben

Jim Anotsu - 24/08 às 14hrs
Lançamento do livro "O Sino da Divisão", no Grupo Editorial Autêntica.

Kiera Cass - 23/08 às 14hrs
Bate papo na Arena Cultural.


Imagem: Divulgação Kiera Cass

Ken Follett - 30/08 às 10h30
"Fatos e Pontos de Vista", na Arena Cultural.

Luiza Trigo - 31/08 às 10h30
"Papo de Garotas com Thalita Rebouças", na Arena Cultural.

Mário Sérgio Cortella - 22/08 às 19h30
"Decência é bom e eu gosto! Refletindo sobre valores", na Arena Cultural.

Maurício de Sousa - 30/08 às 15hrs
"Os quadrinhos na formação de leitores - 50 anos da Turma da Mônica", na Arena Cultural.

Patrícia Melo - 26/08 às 14hrs
"O papel do escritor brasileiro: ouvi-los ou lê-los.", no Salão de Ideias.

Paula Pimenta - 24/08 às 11hrs
"Papo de garotas com Bruna Vieira", na Arena Cultural.


Imagem: Divugalção Paula Pimenta

Raphael Draccon – 28/08 às 18hrs
"Literatura Fantástica - a fantasia ganhando espaço com Carolina Munhoz e Affonso Solano", na Arena Cultural.

Ruy Castro - 24/08 às 16hrs
"Quase romance, quase memória. Autoficção na literatura brasileira." no Salão de Ideias.

Sally Gardner - 30/08 às 15h
Bate papo na Arena Cultural.


Imagem: Divulgação Sally Gardner

Thalita Rebouças - 31/08 às 10h30
"Papo de Garotas com Luiza Trigo" na Arena Cultural.

A programação está sujeita a alterações. Mais informações podem ser encontradas no site oficial da 23º Bienal do Livro de SP.



É isso aí amores! Preparem-se...
Bjokas e até a próxima.

Lançamentos Arqueiro Julho

Hey amores! Confiram os lançamentos da editora Arqueiro para Julho!




Quando herdou o título de lorde Ramsay, Leo Hathaway e sua família passavam por um dos momentos mais difíceis de sua vida. Mas agora as coisas vão bem. Três de suas quatro irmãs já estão casadas, uma preocupação que Leo nunca teve consigo mesmo. Solteiro inveterado, ele tem uma certeza na vida: nunca se casará. Mas então a família recebe uma carta que pode pôr tudo isso em risco: se Leo não arrumar uma esposa e gerar um herdeiro dentro de um ano, ele perderá o título e a propriedade onde todos vivem. Solteira e sem pretendentes, a governanta Catherine Marks talvez seja a única salvação da família que a acolheu com tanto carinho. O único problema é que Leo não compartilha do mesmo afeto que suas irmãs têm pela moça. Para ele, Catherine é uma megerazinha cheia de opinião que fala demais. Apesar de irritá-lo e quase o levar à loucura, ela é a primeira – e única – mulher com quem ele considera se casar. Catherine, por sua vez, tem uma opinião igualmente negativa a respeito do patrão. Além disso, ela esconde alguns segredos do passado e um deles pode destruir a vida que tão cuidadosamente construiu para si. Agora Leo e Catherine precisam um do outro, mas para vencer as dificuldades e con­sertar as coisas eles terão que superar as turras e as diferenças, num romance intenso e sensual que só Lisa Kleypas poderia ter escrito.




Taylor McAden é voluntário do corpo de bombeiros da pequena Edenton. Destemido a ponto de parecer imprudente, enfrenta incêndios, participa de salvamentos, desafia a morte sem hesitar. Mas uma coisa ele não tem coragem de fazer – entregar seu coração. Por toda a vida ele se envolveu com mulheres que estavam mais em busca de apoio que de amor – e sempre se afastava delas assim que o relacionamento começava a ficar sério. Numa noite de tempestade, enquanto sinalizava postes de energia caídos, Taylor encontra um carro batido na beira da estrada. Assim que recobra os sentidos, Denise, a motorista, pergunta pelo filho. Mas Kyle, um menino de 4 anos que tem problemas de audição e de fala, não está em sua cadeirinha no banco traseiro. Durante a busca pelo garoto, Denise se surpreende ao ver que está diante de um homem capaz de abrir mão da própria vida para salvar uma criança. E o que Taylor nem imagina é que esse resgate será muito diferente de todos os que já fez, pois exigirá mais do que coragem e força física – e talvez possa levá-lo à própria salvação. ‘O resgate’ é um livro arrebatador sobre sentimentos que abrem portas fechadas pela tristeza e sobre vidas que são transformadas quando se tem a ousadia de amar.


Jake Fisher e Natalie Avery se conheceram no verão. Eles estavam em retiros diferentes, porém próximos um do outro. O dele era para escritores; o dela, para artistas. Eles se apaixonaram e, juntos, viveram os melhores meses de suas vidas. E foi por isso que Jake não entendeu quando Natalie decidiu romper com ele e se casar com Todd, um ex-namorado. No dia do casamento, ela pediu a Jake que os deixasse em paz e nunca mais voltasse a procurá-la. Jake tentou esconder seu coração partido dedicando-se integralmente à carreira de professor universitário e assim manteve sua promessa… durante seis anos. Ao ver o obituário de Todd, Jake não resiste e resolve se reaproximar de Natalie. No enterro, em vez de sua amada, encontra uma viúva diferente e logo descobre que o casamento de Natalie e Todd não passou de uma farsa. Agora ele está decidido a ir atrás dela, esteja onde estiver, mas não imagina os perigos que envolvem procurar uma pessoa que não quer ser encontrada


No parapeito de uma janela de banheiro no 11º andar do First Union Bank, Nate só tem mais um objetivo na vida – reunir a coragem necessária para saltar e acabar com os seus problemas.De repente, ele ouve tiros dentro do banco e, ao espiar o que está acontecendo, vê uma cena terrível – criminosos mascarados disparando cruelmente em qualquer um que se coloque em seu caminho. Enquanto sustenta o olhar de uma mulher agonizante, Nate toma uma decisão. Lançando mão de seu treinamento militar, ele consegue render e matar todo o grupo, exceto o seu líder. Antes de escapar, o homem deixa claro que ele se arrependerá de seu ato heroico. Ele está certo. Em poucos dias, Nate é sequestrado pela mafia ucraniana e recebe uma ameaça – precisa voltar ao banco e concluir a tarefa que os bandidos não puderam cumprir. Do contrário, sua ex-mulher – pela qual ainda é apaixonado – e a filha adolescente, que não o reconhece mais como pai, serão brutalmente assassinadas. Enquanto o tempo corre de maneira implacável e o prazo de Nate se aproxima do fim, ele luta não só para salvar as duas da morte, mas também para recuperar sua confiança e seu amor.


Victoria McQueen tem um misterioso dom – por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa sua estranha capacidade, pois sabe que ninguém acreditaria. Ela própria não entende muito bem. Charles Talent Manx também tem um dom especial. Seu Rolls-Royce lhe permite levar crianças para passear por vias ocultas que conduzem a um tenebroso parque de diversões – a Terra do Natal. A viagem pela autoestrada da perversa imaginação de Charlie transforma seus preciosos passageiros, deixando-os tão aterrorizantes quanto seu aparente benfeitor. E chega então o dia em que Vic sai atrás de encrenca… e acaba encontrando Charlie. Mas isso faz muito tempo e Vic, a única criança que já conseguiu escapar, agora é uma adulta que tenta desesperadamente esquecer o que passou. Porém, Charlie Manx só vai descansar quando tiver conseguido se vingar. E ele está atrás de algo muito especial para Vic.

É isso aí amores! Ansiosos?
Bjokas e até a próxima.

" De Repente Ana" Tem Capa Revelada

Hey amores e amoras! A Novo Conceito liberou a capa de De Repente Ana, continuação do livro Simplesmente Ana, da autora Marina Carvalho. 
O lançamento do livro será na Bienal em São Paulo, que acontece em agosto. 
Nesse novo livro, pouco mais de dois anos se passaram e Ana e Alex continuam vivendo a plenitude do seu amor. Mas, durante uma viagem ao Brasil, Ana tem um terrível pesadelo onde seu pai, Andrej, morre. Teria sido apenas um triste sonho, ou uma premonição?



Essa capa está simplesmente linda! Mas eu achei a atriz um pouco velha para ser a Ana, e vocês o que acharam?

Bjokas e até a próxima.


Lançamentos De Junho Seguinte

Hey amores e amoras!  Olha aí os lançamentos do mê da editora Seguinte! Só livro lindo!!!



Alfie Summerfield nunca se esqueceu de seu aniversário de cinco anos. Quase nenhum amigo dele pôde ir à festa, e os adultos pareciam preocupados – enquanto alguns tentavam se convencer de que tudo estaria resolvido antes do Natal, sua avó não parava de repetir que eles estavam todos perdidos. Alfie ainda não entendia direito o que estava acontecendo, mas a Primeira Guerra Mundial tinha acabado de começar.

Seu pai logo se alistou para o combate, e depois de quatro longos anos Alfie já não recebia mais notícias  de seu paradeiro. Até que um dia o garoto descobre uma pista indicando que talvez o pai estivesse mais perto do que ele imaginava. Determinado, Alfie mobilizará todas suas forças para trazê-lo de volta para casa.


Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky.

Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.

Até que enfiiiiiiiiiiiiim!!!! Eu não via a hora de ter Cartas De Amor Aos Mortos na mão!!! E vocês o que acharam?
Bjokas e até a próxima.

" A Seleção" Pode Virar Filme


Hey amores e amoras! Depois de ter sido rejeitada para virar série de tv, pode ser que se torne filme!! No inicio de 2013, a Fox comprou os direitos de adaptação do livro A Seleção, de Kiera Kass. Alguns meses depois, vazou na internet o episodio Piloto da série, que seria exibido em Outubro de 2013. O mesmo recebeu milhões de criticas negativas e, segundo pesquisas, somente duas criticas apostavam que o livro teria futuro na televisão.

 A saga deixou de ser adaptada para televisão e ficou mais de oito meses sem nenhuma noticia a respeito de adaptações dos livros. Mas no último dia 26, surgiu um rumor que pode levar A Seleção a ser adaptado, mas desta vez para os cinemas. Tudo começou com alguns blogs norte-americanos apontando uma adaptação para o cinema da serie, mas segundo os rumores não terá um filme para cada livro, será os três livros adaptados em um filme e o livro extra da série, Contos de A Seleção, viraria curtas metragens a serem divulgados no DVD extra do filme.

Informação extraída de Noticia das Sagas.
Bjokas e até a próxima!

TAG: Personagens E Sorvete

Hey amores e amoras! Hoje vou responder uma TAG incrível!!! Que eu vi, e que foi criada pela fofa da Beatriz, blogueira e dona do Vivendo No Infinito! Um Blog super lindinho e que eu indico suuuuper!! Visitem!

A TAG chama-se Personagens e Sorvete, e consiste em atribuir um sabor de sorvete que te lembre o personagem. Legal né? A história de como a TAG foi criada é ainda melhor!!! 
Então vamos lá! Você sorteia seis personagens, eu escolhi personagens masculinos, mas também podem ser femininos! ;)



Step - Três Metros Acima do Céu

O Step seria o sorvete de doce de leite. Certo que ele não é uma cara todo doce, e nem muito preocupado com isso. Mas, ele tem um jeitinho fofo de ser marrento. Além do mais ele é daqueles que depois que agente experimenta não esquece jamais! Fica com aquele gostinho marcante de quero mais...


Noah - No Limite da Atração

Ele não poderia faltar! Sei lá, pra mim ele tem jeito de ser sorvete de frutas cítricas. Aquele azedinho maravilhoso, misturado com aquele doce tropical, irresistível! Eu adoro sorvete de frutas, e me lembrou ele.


Lucas - Easy

Bom, eu nem sei bem porque mais ele me lembra Pistache. Não sei, acho que é porque quanto mais agente toma, mais agente vai aprendendo a gostar. Não é um só sabor, é uma experiência nova a cada vez que agente toma. Pelo menos para mim :)


Hardy - Fragile

Não foi muito difícil de escolher o sabor frutas vermelhas para o Hardy. Ele é doce, e viciante. Daqueles que agente quer repetir sem parar. 


A - Todo Dia

Embora a maioria seja de frutas, esse não é um simples sorvete. Ele é algo como experimentar o sabor do céu. Com certeza o sorvete mais gostoso que eu já provei na vida! E ele me lembra o A, porque é complexo. Tem um mix de sabor incomparável. O que torna tudo ainda mais gostoso!! E é meu sorvete favorito, e como o A é meu personagem favorito, achei que ele merecia :)

Gus - A Culpa É Das Estrelas

Eu concordo com a Beatriz, ele passa uma calma, uma paz... Nada melhor do que sorvete sabor céu azul. Mas eu também vou acrescentar um que incomparável e é Uruguaio. Lá eles chamam de banana split, mas é uma mistura de banana, doce de leite e caramelo. Não dá nem para explicar como é bom! E acho que o clima, a paz em que estava quando tomei, me fizeram lembrar do Gus. Por isso esse é o sabor dele, uma mistura complexa que resulta numa explosão de sabores e sentimentos. Algo como provar estrelas...


E aí gente o que vocês acharam? Eu adorei responder essa TAG! Curtinha, simples  e uma delícia!! Espero que vocês tenham gostado!

Bjokas e até a próxima.



Resenha: Breakable



Autor(a):  Tamara Webber

Páginas: 368

Classificação: 5/5  ( Se o ranking não fosse de 5 estrelas, daria mil!!!)

Sinopse: Ele estava perdido e sozinho. Em seguida, ele a encontrou. E o futuro pareceu mais frágil do que nunca. 
Quando criança, Landon Lucas Maxfield acreditava que sua vida era perfeita e aguardava um futuro cheio de promessas – até a tragédia que separou sua família e o fez duvidar de tudo em que ele sempre acreditou. 
Tudo o que ele queria era deixar o passado para trás. Quando ele conheceu Jacqueline Wallace, seu desejo de ser tudo o que ela precisava veio tão fácil… 
Tão fácil quanto poderia ser para um homem que aprendeu que a alma é frágil e que tudo o que você espera poderia ser arrancado num piscar de olhos. 



"Eu tive treze anos bons. Eu me perguntava se eu iria sobreviver aos treze maus, obrigados a pagar por aqueles."



Hey amores e amoras!Essa é mais uma resenha nada fácil de fazer. Eu pensei bastante sobre como escrevê-la e passar tudo que eu senti com essa história magnífica. A maioria das pessoas que eu conheço já leram Easy, e quando não, eu indico! Então, leiam!!! Mas quem já leu costuma simplesmente fazer tantos elogios em relação a escrita da autora, os personagens, a história, que eu  sempre me pergunto: Tem alguém que não goste de Easy? E é claro que tem, sempre tem.  Mas, para quem gosta, eu preciso avisar. Esse livro não devia trazer como título o nome Breakable e sim, INTENSO! Se você achou Easy bom, esse é melhor! Se você achou Easy forte, esse é muito mais! E se você achou Easy quente, esse é muito, muito mais!!!

Avisados, eu posso prosseguir com minha resenha. Nem tudo são flores, e isso é fato. Mas, esse livro gratifica e compensa com cenas bem intensas e quentes! Em Easy, talvez por ser contado pela Jaqueline, eu sempre vi tudo com muita doçura. Embora é claro, as cenas me tirassem o ar, eu sempre julguei tudo muito doce. Mais nesse livro é tudo muito mais intenso, forte, visceral. Em compensação, o lado negro da história também é muito mais forte, muito mais pesado, muito mais doloroso. 

Em Breakable, temos acesso a uma nova visão sobre Landon Lucas Maxfield, meu eterno divo e amor platônico. Se em Easy, agente conheceu um homem marrento, seguro de si, e cheio de ousadia, com um passado perturbador. Agora conhecemos seus maiores medos, sua tristeza, insegurança, solidão e principalmente sua dor. Minha gente, quanta dor! Chega a ser agoniante. Não sei como ele aguentou tanto tempo com tudo o que ele passou. Ele é muito forte, e isso fica bem claro nessa história.


O livro começa no fatídico dia em que ele foi encontrado ferido em casa. Ele acorda no hospital, com apenas treze anos de idade, e a promessa de um futuro tão sombrio quanto ele não poderia imaginar nem em seus piores pesadelos.  Os capítulos são divididos entre Landon, seu primeiro nome, e Lucas o segundo. Sempre que Landon está com a palavra, somos reportados ao passado, e começamos a acompanhar sua jornada a partir dos treze até os dias atuais. 

Lucas tinha uma vida luxuosa, cheia de tudo. Tinha muito amor, uma família maravilhosa, além de ter uma vida super confortável. Ele foi uma criança completamente normal, e cheio de sonhos, mas extremamente simples. Ele queria jogar hóquei, e estava se apaixonando pela primeira vez, quando tudo desmoronou. E ter a tarefa de se manter vivo, já era quase impossível de suportar.  

Quando vemos pelo olhar de Landon, temos uma criança confusa, que após ver seu mundo ruir em apenas uma noite, e não poder contar com o apoio emocional de ninguém, não sabe o que fazer, ou como fazer. Ele fica completamente perdido. E como qualquer ser humano sem direção, como o passar dos anos ele simplesmente vai se abandonando cada vez mais. E isso me rachou por dentro. Vê-lo tão doce, tão sonhador, e depois vê-lo se tornar amargo, e perdido, é extremamente doloroso.  Acho que nunca tinha parado para pensar sobre como ele havia sido uma criança normal. Afinal, ele não havia tido uma vida inteira de tragédias. E quando percebi que ele perdeu tudo o que tinha, o que o fazia feliz, eu surtei!

Lucas  vai perdendo sua identidade ao passar dos anos. E o vemos em várias situações bem ruins. Nos deparamos com um pai, que resolveu se fechar para si, por se culpar pelo que havia acontecido. Ele simplesmente abandona a si mesmo e ao filho que tanto precisa dele. Compreensível, já que Rose era sua razão para continuar vivo. Mas não consigo imaginar forma mais cruel de matar alguém, porque foi isso que aconteceu com o Lucas, ele foi morrendo aos poucos. 

Ele passa por cada perrengue, pobrezinho, tinha horas que eu queria entrar no livro e tirá-lo de lá com a promessa de ajudá-lo a se recuperar. Foi difícil assistir a sua auto-degradação. Vemos ele passar necessidades de diversas formas, desde falta de roupas novas, até não ter comida pronta e ele ter que aprender a cozinhar. Conhecemos o seu lado brigão, que nada mais é do que uma defesa de sua parte para com os outros, e vemos como ele perde a razão quando o assunto é estupro. 

Conhecemos Boyce, seu melhor amigo. É uma amizade bem estranha na verdade, eles não tem muito a ver, não. O Boyce é o tipo de cara que acredita não ter mais jeito, ele desistiu de tentar mudar, e se perdeu completamente sem nenhuma ambição. A amizade deles começa após uma boa briga, em que ambos se ferrariam caso entregassem um ao outro. Então, ambos se defendem e se tornam amigos. Simples assim.

Eles passam muitas coisas juntos. Mais o ponto alto dessa amizade, é quando através de Boyce, Lucas, tem acesso as fogueiras. A onde o consumo de drogas, álcool, e mulheres, é completamente liberado. As mulheres nessas festas, são tão mercadorias quanto os cigarros de maconha e as bebidas. E é aí, que o Lucas encontra sua fuga. Na auto- destruição.

Mas nem tudo são cinzas também né gente! O Lucas conta até um certo ponto com seu avô, que tentou de uma forma bem sutil, substituir o vazio deixado pela falta de pai e mãe. Era ele quem comprava roupas, fazia comida, e lembrava dos aniversários. Foi ele quem começou a ensiná-lo a dirigir. Mas a vida ainda reservava mais surpresas nada agradáveis para o nosso menino... E infelizmente seu apoio já não existia. 

Acho que esse livro é tão importante quanto, ou mais do que Easy. Saber tudo o que aconteceu na vida do Lucas é tão avassalador e incrível, que eu realmente considero leitura obrigatória. Adorei cada página e cada palavra. Embora em vários momentos tenha que ter parado para respirar, e bom, secar as lágrimas também.

" Ela conjurou amor no coração de um homem cuja alma tinha sido congelada por anos, anestesiado pelo excesso de dor e culpa para suportar."

 Diante toda essa situação, temos um Lucas mais frágil, e ele começa a se apaixonar  pela primeira vez. Estou falando de paixão de verdade. Ele se apaixona pela garota mais impossível do mundo, minha impressão sobre ela: Uma Completa VACA!!!, Melody Dover, é namorada do playboy da escola onde Lucas estuda, e para resumir ela vem ferrar um pouco mais a vida do garoto. Diante de tudo que ele passou, essa foi só mais uma decepção para a lista, mais mesmo assim, teve um impacto bem forte nele, algo que eu nem esperava. Ele gostou dela de verdade, mas como águas passadas não movem muinhos... A vida tinha que continuar.

Em todas essas fases, partes e capítulos, conhecemos tantos personagens secundários que fica difícil de falar de todos. Mas vou falar um pouquinho dos que mais aparecem e dos que mais gostei. Arianna, é uma tatuadora incrível, e uma pessoa amável. Ela assim como Lucas, já teve sua cota de merdas na vida, e mesmo que não tenhamos acesso a sua história, da para ver que é pesada. Enfim, ela ajuda o Lucas com as simbologias das tatoos e com os piercings. Eu realmente me encantei com ela. Diretora Ingram, eu quis matar essa mulher! Me deu tanta vontade de treinar boxe com ela sendo meu saco de pancadas!!! Pronto, já me acalmei... Ela é horrível gente, a personagem mais detestável do livro. E tem a fofa da Pearl, que embora em alguns momentos tenha sido tanto desnecessária quanto hostil, tem uma história de superação e ajudou o Lucas. Ela era um exemplo para ele. O Joseph, seu amigo gay também é hilário, o personagem mais engraçado do livro.


Todas essas pessoas de alguma forma, tiveram sua marca registrada nessa história, e na história do Lucas. Em um histórico tão grande de perdas, recomeços e culpa. O mais impressionante, foi ver os constantes giros de 180 graus que a vida do Lucas oferece.
Após ser preso por agressão, seu tio  Heller. Melhor amigo do pai dele, e casado com a melhor amiga de sua mãe. Resolve que é hora de recuperar o Lucas, e lhe oferecer a última chance de ser alguém na vida.

" Costumava haver um tempo separando antes do depois. De um lado, estava tudo de bom e belo - O lado oposto era luta. Resistência. Meu após era a crua realidade, e não havia nada a fazer, exceto sobreviver."

O Lucas nem hesita. Toda essa segunda chance vem em documento, que o Lucas assina e concorda. Pronto, é assim que ele resolve que é hora de mudar. E de repente, o menino problema, se torna um menino de ouro. Inteligente, ágil, e esperto. Logo, se converte em tudo o que Heller esperava. E sua vida segue um curso inesperado... Dei mais ênfase na fase Landon, porque o que vem depois e o que já vimos em Easy. E também porque foi com certeza a parte da história que mais me tirou o chão. 


" aprendi da forma mais difícil: se você queria alguma coisa da vida, você tinha que depender de si mesmo para obtê-lo. E para mantê-lo."

Fiquei muito tocada com  a forma em que ele dividia a própria existência. Em um antes e depois, Landon e Lucas. Ele se via como duas pessoas diferentes, os anos bons, e os anos ruins. Toda a culpa que ele carrega, faz dele uma pessoa sem muitos objetivos pessoais, e quando ele começa a se apaixonar por Jaqueline, é tudo muito confuso. Adorei o modo como a autora abordou o tema Amor. Ela foi super sincera e realista. E colocou um romance de aquecer o coração, e poluir a mente, sem nunca perder a sensibilidade e o fundo trágico da história. Encantador! 

" Eu estava cheio de desejos irracionais de ser o que eu nunca poderia ser novamente, para ter o que eu nunca poderia ter.
Eu queria ser inteiro."

Outra coisa que me deixou morta quando li, foi a cena da tragédia. Eu juro que ouvi os gritos da Rose, do Lucas, e de todos na minha cabeça. A cena foi tão tensa, que eu não consegui segurar as lágrimas, e nem o enjoo repulsivo na boca do estômago. Tive que parar e respirar... Mas, não conseguia largar!


"Você é uma alma velha, Landon. Idade suficiente para tomar essa decisão." 

O livro foi escrito com maestria, e com certeza não deixa a desejar. Eu comecei a leitura com  tanto medo que ela estragasse tudo! Mas foi ficando cada vez melhor, até que eu tive que parar de me preocupar, e admitir que a Tamara Webber é um gênio! Amei, amei e amei. A ressaca é inevitável! Mas como tenho um desafio a cumprir, não pude ma dar esse luxo. 

Um livro intrigante, tocante e no mínimo sexy! Super recomendo para quem quer uma leitura de aquecer o coração. Sobre recomeços, perdão, e amor. Tamara Webber mais uma vez me prendeu e conseguiu me surpreender. E na verdade, conseguiu melhorar o que já era perfeito!!!!


" Novos começos chegam muitas vezes disfarçados de finais dolorosos ~ Lao Tzu."

Para Ler Ouvindo: Hey Now - London Grammar ( embora o nome London, lembre Landon, não foi por isso que a escolhi. Na verdade foi só porque caiu como uma luva para a história)



Espero que tenham gostado e que leiam logo o livro!

Bjokas e até a próxima.




26 junho 2014

Livros Novos!! Caso Perdido e A Aposta!!!!

Volteiiiiii!! Livro novo, de novo!! 



“Kacey e Jake são amigos de infância que se reencontram na juventude. Ele tornou-se milionário e faz um pedido a ela: fingir que é sua noiva em uma visita à avó, que está doente. Afinal, o que poderia acontecer em quatro dias? Na casa da avó Nadine, no entanto, eles encontram Travis, o irmão mais velho de Jake. Ele ganhou de Kacey o apelido de “satã”, por provocá-la quando os dois eram crianças.
Mas quando eles se reencontram, tamanha implicância se transforma em outro sentimento. Kacey não sabe, no entanto, que quando eram meninos os dois irmãos fizeram uma aposta: quem se casasse com ela receberia um milhão de dólares do outro. Confusa com toda a situação, sua única certeza é que jamais deveria ter aceitado a oferta de Jake.”


Um Caso Perdido

“Descobrir a verdade pode ser mais desesperador do que acreditar em mentiras…”

Isso é o que Sky, 17, aprender ao conhecer Dean Holder. Um cara com uma reputação que compete com a sua e com uma habilidade de a fazer sentir coisas que nunca sentiu antes. Ele consegue assustá-la e cativá-la ao mesmo tempo e, o modo como ele a faz sentir, faz com que ela comece a se lembrar de seu passado, que ela gostaria que continuasse enterrado.
Sky luta para manter distância, sabendo que ele só lhe trará problemas, mas Holder insiste em saber tudo sobre ela. Após finalmente se render, Sky logo descobre que Holder não é exatamente quem ele diz ser. Quando o segredo que ele guarda é finalmente revelado, a vida de Sky muda completamente.


Bjokas e divirtam-se!!!

Parei Para Assistir: A Hospedeira


A Hospedeira
Direção: Andrew Niccol 


Duração: 2h6min


Elenco: Saoirse Ronan; Max Irons; Jake Abel; Diane Kruger; William Hurt; Chandler Canterbury; Frances Fisher


Classificação: 4/5


Sinopse: A fome e a violência foram erradicadas da Terra, bem como os problemas climáticos do planeta foram resolvidos. Estes feitos foram conquistados graças aos seres alienígenas conhecidos como almas, que ocupam corpos humanos como se fossem parasitas. Pregando uma sociedade baseada na paz, as almas perseguem os poucos humanos que ainda não foram dominados. Um deles é Melanie Stryder (Saoirse Ronan), que se sacrifica para que o irmão caçula, Jamie (Chandler Canterbury), possa escapar. Melanie passa a ser dominada por uma alma chamada Peregrina, que tem por missão vasculhar suas memórias para encontrar rastros de outros humanos. Entretanto, a consciência de Melanie ainda está viva dentro do corpo, o que faz com que Peregrina tenha que lidar com ela constantemente. Com o tempo, a alma fica cada vez mais fascinada com a vida e os sentimentos que Melanie tinha e passa a protegê-la de Buscadora (Diane Kruger), que deseja capturar seus amigos humanos o quanto antes.




"Nosso mundo não é como os outros que visitaram. Para eles, nós humanos, somos tão alienígenas que se encontrassem uma forma de viver com um de nós, me pergunto como seria... "

        

Hey amores! Eu vou começar o Parei Para Assistir de hoje contando que esse filme já era para estar resenhado aqui no blog a tipo, uns 2 meses. 2 MESES??? Como assim? ANYA???Calma, calma, muita calma nessa cena minha gente! Eu não podia resenhá-lo ainda porque toda vez que eu começava a assistir ou já estava no meio, ou no final. Isso aconteceu umas 5 vezes, antes de eu conseguir assistir desde o início e chegar até o fim. 

Começo falando do final. Tem que haver uma continuação porque terminar daquela forma é querer matar alguém muito jovem do coração! rsrsrs. Não é TÃO forte assim o final, é só que ele deixa agente com uma esperança para mais, que eu não consigo assimilar!! Não há aquelas pontas que nos fazem querer arrancar os cabelos, mas ainda assim consegue dar aquela sensação de que o que agente viu, não foi nem o início. E isso está me incomodando... 

"Nunca saberemos, onde encontraremos nosso lar."

Acho que o que mais gostei no filme foi a atuação da Saoirse. Eu amo os filmes dela! Ela é impecável como atriz, e mesmo esse filme não tendo nem mesmo arranhado a superfície de tudo que ela pode mostrar, ela se saiu muito bem! Pelo que já vi do livro, que não foi muito, ele é enorme! E claro, não daria para colocar TUDO em tão pouco tempo de filme. Mas, a gente vê que os produtores se esforçaram. Gostei bastante dos cenários bem trabalhados, aqueles ambientes futurísticos, e toda aquela tecnologia. Amei a música que toca no final, de uma das minhas bandas favoritas Imagine Dragons *-* que eu simplesmente amoooooooo. Radioactive, deu um clima misterioso e forte para o final. Acho que é daí a maior parte da minha curiosidade pelo que ainda pode vir.


Bom, voltemos ao filme. A história é bastante exótica. Tivemos a terra em um futuro, invadida por Almas. Não aquele tipo de almas, é mais como alienígenas. Essas almas vem de planetas distantes e visitam vários planetas diferentes conhecendo outras espécies e vivendo em união. Mas isso não aconteceu com a Terra. Elas dizem ser impossível haver algum tipo de contato com a espécie humana. Então é claro, elas vão embora. O QUÊ??? NÃOOOO! #SQN. Não meus amores, infelizmente não é bem assim não. Ao invés de pegarem suas lindas cápsulas pratas e irem rumo ao além, elas resolvem, simplesmente dizimar a terra, se acampando nos corpos dos humanos. Que poderiam resistir a essa ocupação clandestina, ou não. Nesse caso os que não resistiam, morriam.
" - É um mundo estranho.
- Estranhíssimo."


Mas é claro que para haver emoção, alguém tem que ser Divergente! E lá estava ela, nossa Tris Prior, Que nesse caso se chama Melanie. Melanie, que foi invadida por uma alma cujo o nome é peregrina, mas seu apelido é Peg, sim Peg. Esse apelido se dá por conta do nome peregrina em inglês, cuja abreviação, ou apelido seria Peg. Bom, Peg se infiltra no corpo de Melanie, que foi pega por um grupo de Buscadores, que nada mais são do que caçadores de humanos. É um dia da caça outro do caçador. A pobre Melanie, já havia fugido com seu irmãozinho após perder seus pais, quando buscava comida deixa seu irmão escondido e para despistar os buscadores acaba sendo pega. 

Assim que Peg acorda no corpo da Mel, ela começa a notar que não é só ela que mora ali. E a Mel, que havia prometido voltar, a seu irmão menor, não desiste de lutar. Fazendo da vida da calma Peg, uma completa bagunça. A Mel é muito diferente da Peg. Com um espírito forte, e já acostumada com as fugas, e os combates, ela sabe se virar e persistir. Peg com seu jeitinho doce, seu espírito apaziguador e sua compaixão que a faz ingênua, não se entende de primeira com Mel. que a julga meio tonta. Já Peg acha que a Mel, é a verdadeira má da história. e lá estão elas lutando pela libertação da mente, sem perceber que ambas estavam cada uma em sua batalha pessoal pela mesma coisa, paz.

" Eu sei como você se sente. Esse é o problema."

Esse filme foi realmente uma grande surpresa. Eu nunca fui muito fã da Stephanie, mas tenho que admitir que ela é uma maestra quando se trata de revolucionar, literariamente falando. Ela realmente me deixou boquiaberta com todo aquele esquema para receber as almas, além de ser lindo, é muito estranho de se pensar que no futuro essa poderia ser uma nova forma de " aeroporto". 

E quando agente começa a ver a Mel se entendo e até utilizando da bondade e sabedoria vindoura de mil anos de existência da Peg é quase como ver irmãs gêmeas idênticas em um só corpo! Uma experiência fantástica. Em nenhum momento após a chegada de Peg no corpo da Mel, nós temos acesso a visão da Mel, ou da Peg, de forma corpórea. Agente sabe que o corpo é da Mel, que a Peg se alojou, escutamos a Mel falar na cabeça da Peg, e vemos a Peg responder no corpo da Mel. Bagunça né? Mas é isso que me fascinou, porque eu tinha a impressão de não VER ninguém. Só de ouvir, duas pessoas falando,em um corpo conhecido... Isso faz sentido?

" Sinto falta de você na minha cabeça."

Bom, os personagens secundários também tiveram um ótimo desempenho, mas acho que tem alguns que não fizeram diferença  em estar ou não no filme. Eu gostei muito do Jeremy, Ian e o tio da Melanie. Eles são especiais! Mas em vários momentos eu quis entrar no filme, roubar a arma do tio dela, e brincar de tiro ao alvo com alguns dos personagens! 

" Já faz tempo que eu não atiro em ninguém. Sinto falta dessa emoção."

O Jared, namorado da Mel, é um completo babaca! Gostei do personagem e tals, mas não acho que ele a conhecesse tão bem quanto ela pensava. O Ian, não a conheceu, e acabou se apaixonando por Peg, no início ele também quis matá-la, mas foi por medo de ser um plano de uma alma para destruir o que eles julgavam ser o último grupo de humanos vivos. Mas depois lá está ele de coração aberto pela doce Peg. 

Um personagem detestável, é o irmão dele. Affff, pense em uma pessoa ridícula, é ele! Ok, eu entendo que eles estavam com medo, mas esse cara é idiota por natureza! E a tia da Mel também podia ser tirada. Ela foi interpretada por uma ótima atriz, mas ela não soma nada ao enredo. E eu fiquei meio sem saber o que ela, tão estúpida como é, estava fazendo ali já que não traria nada de bom para a história, além de alguns xingamentos e olhares cortantes, para a Mel/Peg.

" Depois de ter vivido tantas vidas, enfim achei algo pelo que morrer." 

Bom, em contraste com esses personagens malvados, temos o tio dela, e o irmão dela. Quando digo ela me refiro a Mel. Que foram os únicos a acreditar que a Mel ainda estava ali. Presente, e dividindo o espaço com a alma mais adorável do universo. Em geral eu gostei do filme, mas esses dois personagens me pegaram de jeito, o Jeremy, irmão da Mel, é um fofo com f maiúsculo! Ele foi o primeiro a acreditar, embora tenha ficado um pouco arredio de início. Lógico! Mas ele sempre acreditou que sua irmã iria voltar. Como prometeu quando o deixou escondido e foi pega.

Enfim, é um filme bem fluído, gostoso de ver e que não parece ter duas horas de duração. No final aquela surpresa que te deixa com um gostinho bom na boca, de quero mais. E aquela vontade de sair e ir direto procurar o próximo, do qual ainda não se sabem muito... Uma pena porque o filme é bom. 

" Se você tivesse vivido mil anos no corpo de outra pessoa, talvez, você se sentisse assim também."

Eu adorei os momentos sabedoria do além da Peg. Ela é uma fofa! Cuidou do Jeremy, se apaixonou pelo Ian ou seja escolheu o cara certo, diferente da Mel... e ensinou ao humanos, que passaram a ser seus melhores amigos e o lado certo a ajudar, como se livrarem das almas, de uma forma que ninguém mais conseguiu. Mas é claro que isso implica na desocupação do corpo da Mel, esse com certeza é o ponto alto do filme. Depois de ver elas duas no mesmo corpo, fica muito difícil imaginar que aquele corpo vai abrigar só uma delas.

"Você não matou um corpo. Deu vida a ele."

 A Mel ajudou a Peg em boa parte, e claro teve seu papel imprescindível com seu gênio forte e amizade leal para com todos. Em vários momentos ela protegeu a Peg, e os seus amados. Uma fofura da parte dela, porque depois do que ela passou eu não sei se teria a mesma calma e paciência que ela teve.

" Você se irrita quando eu beijo quem você ama. E quando eu beijo quem você não ama. Isso é muito confuso."

Outro ponto forte do filme, foram as confusões em que a Peg se meteu, por não conhecer e entender a nossa forma de existência. Ela passou cada uma! Esses eram os momentos em que dava para sorrir um pouquinho sem pensar muito sobre o que aconteceria a seguir. Outra coisa impressionante, é aonde eles moram. Eles moram em um vulcão extinto!!! É gente, se entrar em erupção... rsrsrsr. Tô brincando! Nesse vulcão eles tem de tudo. Desde uma plantação de trigo, até um rio bem forte que fornece água. Então se você está procurando um filme para passar o tempo, distrair, e porque não impressionar, tá aí uma boa pedida!
"Faça uma boa viagem."

Gostei e recomendo! Inclusive me deu outra concepção sobre os alienígenas, os planetas, o futuro, e principalmente sobre a Stephanie Meyer!!! rsrsrsrsr.


   


Espero que tenham gostado! 

Bjokas e até a próxima.










New Books Do Blog!!

Hey amores e amoras! Passando para atualizar a lista de e-books do blog.


Ela está marcada pelo seu passado. ANDREA EVANS está traumatizada e sente-se culpada pela morte do seu noivo. Cansado da pequena cidade fofocando, ela viaja para Nova York para seguir seu sonho de dançar. Ele é incerto de seu futuro. COOPER Davidson é um fotógrafo e realidade estrela de televisão famoso tentando fugir de sua própria vida cheia de paparazzi, clínicas de saúde mental, e uma batota esposa que está grávida. Quando os caminhos de Andrea e Cooper se cruzam, eles percebem o quão danificado e precisa de escapismo Ambos são.

 Os dois criam um acordo para explorar o espaço entre o caos e a ordem com o outro. As regras são simplesmente sem conexões emocionais, não falar sobre o passado, sem falar do futuro, e quando encomendar se encontra, o outro vai embora. Tudo vai bem até que Cooper acidentalmente cai no amor com Andrea.


 Holly Coddington é uma artista plástica que gosta de se programar e de ter o futuro sob controle. Junto com seu marido, Tom, ela tem o hábito de criar listas com metas para os próximos cinco anos. As metas profissionais e financeiras do casal estão indo de vento em popa, então ela e Tom decidiram que este é o momento certo para ter o primeiro filho. 
O que Holly não imaginava é que o destino não aceita interferências. Holly e Tom se mudam para uma casa grande e confortável, onde ela espera esquecer de vez os fantasmas de sua infância problemática. Um misterioso objeto, descoberto em seu jardim, tem o poder de antecipar cenas que acontecerão dentro de alguns meses. O relógio lunar oferece a imagem de um futuro que é ao mesmo tempo animador e preocupante: a visão de um lindo bebê nos braços de Tom... mas Holly, estranhamente, não aparece na visão.
Em pânico diante da previsão, Holly teme que um dia precise fazer uma escolha terrível: dar um filho a Tom, sacrificando sua própria vida... ou salvar-se e se esquecer para sempre da filha não nascida – a quem Holly já aprendeu a amar. Quanto mais tempo ela demorar para decidir, mais dramáticos serão os efeitos de sua escolha.

“Uma história impressionante, tocante, que permaneceu comigo muito tempo depois que terminei de ler o livro.” - Fern Britton, apresentadora de TV

"Mágico. Você não consegue largar." - Katie Fforde, autora de Restoring Grace




Juliet Moreau construiu sua vida em Londres trabalhando como arrumadeira — e tentando se esquecer do escândalo que arruinou sua reputação e a de sua mãe, afinal ninguém conseguira provar que seu pai, o Dr. Moreau, fora realmente o autor daquelas
sinistras experiências envolvendo seres humanos e animais.
De qualquer forma, seu pai e sua mãe estavam mortos agora, portanto, os boatos e as intrigas da sociedade londrina não poderiam mais afetá-la... Mas, então, ela descobre que o Dr. Moreau continua vivo, exilado em uma remota ilha tropical e, provavelmente, fazendo suas trágicas experiências.
Acompanhada por Montgomery, o belo e jovem assistente do cirurgião, e Edward, um enigmático náufrago, Juliet viaja até a ilha para descobrir até onde são verdadeiras as acusações que apontam para sua família.



Lucie Walker não se lembra de quem é ou como foi parar nas águas geladas da Baía de São Francisco. Encaminhada para uma clínica psiquiátrica, ela aguarda até que um homem chega afirmando ser seu noivo.
Entretanto, com seu retorno para casa, essa mulher sem memória vai tomando conhecimento de sua personalidade antes do acidente, da pessoa controladora, fria e sem vida que era, e dos segredos da infância e da família, assim como da situação do noivado e dos mistérios que podem ter provocado o acidente. Será que ela quer isso de volta? Será que essa nova Lucie conseguirá manter o amor por Grady, ou a oportunidade de recomeçar será sua salvação?

Intenso, franco e incrivelmente emocionante, Enquanto eu te esquecia é um livro delicado, que nos questiona sobre a maneira que vivemos e nos lembra que sempre temos uma nova chance de ser feliz.


Embora não seja o primeiro romance escrito por Jane Austen, Razão e Sensibilidade foi o primeiro de seus romances a ser publicado, em 1811, sendo que o título original da obra era "Elinor and Marianne" e escrito sob a forma de um romance epistolar.
Revisto alguns anos depois, Jane Austen alterou o título e a estrutura da narrativa, mantendo entretanto o seu tema central: a necessidade de se encontrar um meio termo entre a paixão e a razão.
O enredo, embora simples, não deixa de ser profundo e questionador: a história se estrutura em torno das irmãs Dashwood, Elinor e Marianne, que na Inglaterra dos últimos anos do século XVIII, ficam desamparadas com a morte do pai, cujas propriedades são deixadas como herança para um filho do primeiro casamento, obedecendo-se às leis inglesas.
Bonitas, inteligentes e sensíveis, as irmãs Elinor e Marianne, sua mãe e sua irmã menor, Margareth, mudam-se para um chalé oferecido por um parente distante. Sem dotes a serem oferecidos para seus casamentos, Elinor, o arquétipo austeano da razão, e Marianne, o da sensibilidade, têm poucas oportunidades de conseguir um bom casamento, mas a grandeza de seus sentimentos - a sinceridade e a fidelidade do coração de ambas - se revela importante contra a hipocrisia de uma sociedade preocupada apenas com as aparências e os bens materiais.


Com um toque melancólico, o livro conta a singular ligação entre Bea e Jonah. Eles ajudam um ao outro. E magoam um ao outro. Se rejeitam e se aproximam. Não é romance, exatamente mas é definitivamente amor. E significa mais para eles do que qualquer um dos dois consegue compreender... Uma amizade que vem de conversas comprometidas com a verdade, segredos partilhados, jogadas ousadas e telefonemas furtivos para o mesmo programa noturno de rádio, fértil em teorias de conspiração. Para todos que algum dia entraram no maravilhoso, traiçoeiro, ardente e significativo mundo de uma amizade verdadeira, do amor visceral, Como dizer adeus em robô vai ressoar profunda e duradouramente.


A Arte de Ouvir o Coração

O alemão Jan-Philipp Sendker conseguiu um grande feito: com uma história de amor forte e emocionante, mas totalmente diferente das tradicionais, conquistou milhões de leitores por todo o mundo. Só na Alemanha, já são quinhentos mil exemplares vendidos. Este livro conta a história de um bem-sucedido advogado de Nova York que desaparece de repente sem deixar vestígios, o que motiva Julia, sua filha, a ir atrás da única pista que tem - uma carta de amor de seu pai para uma mulher da Birmânia. Mas tudo isso é só uma introdução para a grande história que o leitor, acompanhando Julia, vai conhecer a partir daí. Um velho de Kalaw começa, então, a falar sobre a infância de seu pai, um período difícil para o pequeno Tin Win devido à crença de sua mãe que dizia que o menino havia nascido em um péssimo dia. Quando chega aos 10 anos, e parece já ter passado por muitos momentos ruins, ele fica cego. Mas diferente da forma que geralmente encaramos as coisas, isso não parece o fim do mundo para Tin Win. Não há tristeza ou desespero, mas sim um novo desafio que o leva a desenvolver a arte de identificar uma pessoa pelo som do coração batendo. E é assim que ele conhece o amor de sua vida, Mi Mi. Uma garota que aos poucos vamos descobrindo que também teria motivos de sobra para desistir da vida, mas que simplesmente vive como se ela fosse um grande milagre. A história segue de forma tão impressionante que as deficiências de Tin Win e de Mi Mi se tornam um simples detalhe.


Rafaela e Fabiana são meia-irmãs e, cansadas da super-proteção inadequada do pai milionário, decidem viajar em um trailer com destino a Argentina. As irmãs desejam descobrir algo sobre o grande segredo que seu pai esconde. 
Chegando na fronteira entre Brasil e Uruguai, encantam-se com a pitoresca cidade Bella Ciudad. Logo, são convidadas a participarem de uma festa a fantasia, realizada tradicionalmente naquela época do ano, onde conhecem os lindos e misteriosos Leonardo e Hector Martins. Nenhuma das moças faz idéia que seus destinos mudarão a partir desse encontro... 
Afinal, além de serem acusadas de roubo e de terem consigo, dinheiro falso, são levadas a uma fazenda longe de tudo e de todos, sendo vigiadas dia e noite. Os dias vão se passando e os quatro personagens vão descobrindo que não foi o acaso que os uniu. 
Rafaela e Leonardo tentam, de todas as maneiras, evitar o amor que a cada dia se manifesta mais e mais forte... Ele, por pensar que ela é uma bandida e ela, por não perdoá-lo por não acreditar em sua inocência. Mas é inevitável, o amor é maior que todas as barreiras...  
Quando a verdade vem a tona, traz consigo, a chave para outros segredos jamais imaginados. 
Mas o amor verdadeiro que os uniu, pode fazer com que todos os nós se desfaçam e que esse belo sentimento floresça como as mais belas flores da primavera?



Um adolescente perdido em meio ao funeral do avô; um homem que escapa de um AVC, mas é pego de surpresa pela morte da mulher; uma mulher que não consegue se comunicar com o filho, preso num jogo de videogame em looping. Estes são alguns dos personagens de Amanhã não tem ninguém, segundo romance do jovem escritor carioca Flávio Izhaki, um dos mais talentosos de sua geração. Costurando as histórias de seis personagens diferentes entre si, mas que carregam consigo o peso da finitude e da incomunicabilidade, o autor constrói, através de um jogo narrativo irresistível, um romance sensível e perturbador sobre a solidão.


Dante sabe nadar. Ari não. Dante é articulado e confiante. Ari tem dificuldade com as palavras e duvida de si mesmo. Dante é apaixonado por poesia e arte. Ari se perde em pensamentos sobre seu irmão mais velho, que está na prisão. Um garoto como Dante, com um jeito tão único de ver o mundo, deveria ser a última pessoa capaz de romper as barreiras que Ari construiu em volta de si. Mas quando os dois se conhecem, logo surge uma forte ligação. Eles compartilham livros, pensamentos, sonhos, risadas - e começam a redefinir seus próprios mundos. Assim, descobrem que o amor e a amizade talvez sejam a chave para desvendar os segredos do Universo.

Amores Complicados

Sinopse Amores Complicados E, se você se visse cercado de interrogações sobre “Essa coisa de amor”? Um dia Jade desejou ardentemente um amor que a consumisse. E, após tantos eventos trágicos, seu desejo se realizou, e, ela, finalmente, se rendeu à paixão e viveu dias inesquecíveis, junto de seus amores. Entretanto, logo nos primeiros dias do ano novo, sentada à varanda com seu diário na mão – entediada -, pensa em sua vida... Em como tudo mudou em tão pouco tempo... Já não tem mais, tanta alegria dentro de si, porque Duke, o motivo de suas risadas, fora para o Rio de Janeiro, em busca de seu “possível amor que viria de longe”, embora nutrisse um amor desenfreado - platônico por ela... E, para piorar, Fred, começa a pisar na bola. Jade sente que seu relacionamento está vulnerável por “N” motivos e conclui que sua vida não é aquele “mar de rosas” que idealizou. Por fim, teme que ela e Fred não se entendam... No Rio, Melissa não se importa com Duke e o despreza, apesar de estar apaixonada por ele. Enquanto Duke tenta se adaptar, ELA – irresponsável -, é incapaz de aceitar a vida como ela é e assumir seus erros, por isso, mete os pés pelas mãos e se vê em encrencas - muitas encrencas... Nessa sequência eletrizante e hilária, de “Eu, meu pai e meus outros amores”, nossos personagens descobrem que a vida pode ser difícil. Que o amor é complicado, mas não dá para fugir dele...


Certa noite, quando uma incomum lua vermelho-sangue preenche o céu, seis garotas vão parar em um parque de diversões abandonado, atraídas até lá por uma força misteriosa. O que elas têm em comum? Estudam na Engelsfors High School. E isso acontece logo depois que um aluno é encontrado morto no banheiro do colégio. Os boatos dizem que foi suicídio. Mas elas sabem que á verdade é outra.

É isso aí meus anjinhos leitores. Divirtam-se! Lembrando que eu aceito pedidos e envios por e-mail viu? Bjokas...