Parei Para Assistir: Cidades de Papel


Cidades de Papel

Diretor: Jake Schreier

Elenco: Nat Wolff; Cara Delevingne; Halston Sage; Austin Abrams; Justice Smith...


Adaptação de: Cidades de Papel


Duração: 1h49min


Classificação: 5/5


Sinopse: A história é centrada em Quentin Jacobsen (Nat Wolff) e sua enigmática vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman (Cara Delevingne). Ele nutre uma paixão platônica por ela. E não pensa duas vezes quando a menina invade seu quarto propondo que ele participe de um engenhoso plano de vingança. Mas, depois da noite de aventura, Margo desaparece – não sem deixar pistas sobre o seu paradeiro.


Trailer:


 


"Você precisa se perder antes de se encontrar."

Hey meus amores e amoras! Essa blogueira atarefada enfim, conseguiu um tempinho para dar uma escapulida e ir ao cinema. Claro, que eu como leitora, blogueira, e fã, não poderia perder esse filme por nada. Pois bem, já vou deixar claro, você sendo fã, blogueiro, leitor, ou não, esse filme também é para você!

" Todos estavam fazendo as coisas pela última vez. E eu, pela primeira."

A minha maior preocupação antes de ver o filme, era a Cara. Gente, eu não sei se é porque ela é modelo, ou se é porque não a conhecia bem, mas eu não gostava nem um pouco dela como Margo. Minhas preocupações caíram por terra logo nos primeiros segundos de filme. A atriz mirim que interpretou a Margo pequenina, já é um talento nato! E o cenário? O que era aquilo? Parecia que tinha sido retirado diretamente da minha imaginação! Mas essa é a especialização do John. Adaptações fiéis aos livros.

"Só precisava entrar para a faculdade, encontrar uma garota nova, e esquecer que o milagre aconteceu."

Sim, o filme é muito fiel ao livro. Claro, sempre tem aquelas mudanças necessárias, aquelas cenas que fazem falta, e as mudanças sutis, ou não, que até melhoram tudo. O filme no geral, não tem grandes modificações, e nenhuma das modificações são suficientes para mudar o enredo principal.

"Ela não está desaparecida, ela foi embora. Existe uma diferença."

Acho, por exemplo, que o fato da viagem acontecer antes da formatura, e a namorada do Radar ter ido com eles, foi algo excelente. Na verdade, até hoje me pergunto, porque eles não levaram ela também. Mas no filme, essa questão ficou muito bem resolvida. 

O filme está com um cenário perfeito, e uma trilha sonora que nos carrega junto com as emoções conflitantes e contrastantes dos personagens. na trilha tem uma música cantada pelo Nat! Para quem não sabe ele tem uma dupla com o irmão. A música é linda! Não consigo parar de ouvir... O filme ficou muito bem construído, e confesso que me apaixonei. Na verdade, como já disse me pareceu ter sido tirado da minha imaginação. 

Outra coisa que torna o filme encantador, é a comicidade dos personagens. Eles estão em uma aventura sem tamanho. Não há limites, e quando eles cantam o tema do Pokemón! Gente, isso é minha infância! kkkk. Eu morri de rir no cinema! kk. 

Essa é uma das coisas mais legais do filme. O Nat é um ator impressionante, e ele interpreta de forma tão leve, descontraída e intensa! As cenas cômicas, são de chorar de rir. E só o fato de ser o Nat, torna tudo ainda mais engraçado, e ao mesmo tempo fofo.

Os amigos do Quentin são shows a parte! Não podiam ter escolhido atores melhores! Eles são tão engraçados!! O Ben, é simplesmente hilário! E sinceramente, eu gostei bem mais deles no filme do que no livro. Pode parecer egoísta, mas no filme em muitos momentos, eles abandonam Quentin para sua própria conveniência. Não gostei nada dessas atitudes, principalmente do Ben.

"Olhe para nós, somos ninjas!"

Outras que roubaram a cena, foram a amiga da margo, Lacey, e a namorada do Radar. Sério, elas foram peça chave para o filme se tornar ainda melhor. A namorada do Radar, me saiu muito melhor do que eu esperava. A atuação de ambas, somou muito ao filme. 

Em geral, a atuação ficou impecável. Mas o Nat e a Cara... Gente, o que foi aquilo??? A Cara simplesmente se tornou a Margo! E acho que no livro fui capaz de entendê-la melhor. Mas no filme, acho que as coisas foram um pouco mais objetivas. E a atuação da Cara me impressionou.

" Nós caímos matando. Não deixando arranhões."

O Nat, como sempre, usou e abusou de seu charme e fofurice para conquistar como Quentin. A atuação dele foi a melhor parte do filme. O modo como ele entrou no personagem. Os momentos emotivos do personagem, a cenas hilárias, o grande momento dele e da Margo. Quando a cena era emotiva, eu chorei. Quando ela era engraçada, eu chorei de tanto sorrir. A intensidade nesse filme é algo! kkk

" Uma cidade de papel, para uma garota de papel."

E a surpresinha que o Green fez para os seus fãs? Ai gente, não tem preço! Vocês já devem saber que o Ansel tem uma participação no filme né? Se não sabiam, fica a dica: PRESTEM ATENÇÃO AO POSTO!!! rs. Pra quem já viu, só uma pergunta: Vocês gostam de dragões? kkk. Gente, juro, achei que ia morrer engasgada de tanto rir, ou ser expulsa da sala! IMPAGÁVEL! kkk

O filme está perfeito, e segue exatamente como no livro. Após uma infância de amizade entre Quentin e Margo. Depois de encontrarem um homem morto, ambos se distanciam. Anos depois, Margo precisa de um favor. E em uma única noite, eles parecem nunca terem se perdido um do outro. Mas depois dessa noite, Margo some. E cabe a Quentin encontrá-la. 

"Vamos arrumar as coisas erradas, e bagunçar as certas."

Tudo segue o rumo do livro, e isso eu amei. Mas lá no fundo do meu coração romântico, eu esperava que o John mudasse o final. Como já era de se esperar, isso não aconteceu. Então, não se iludam! kk. Mas o final do filme, acabou por me destruir do mesmo tanto que o do livro, e sim, eu chorei! E claro, quando eu encontrar o John vou perguntar porque tantos finais trágicos, ou tristes rs. 

Acho que o fim, ficou bem ao estilo John Green. E não concordo, e não aceito como a história desses dois terminou. Mas no filme, as coisas vão um pouco além, e senti a Margo um pouco fria. Não sei, acho que o que era para ser passado, foi. Ela estava tentando se encontrar. Estava perdida. E nessa viagem de encontro a Margo, Quentin, encontrou a si mesmo.

" Essa é sua zona de conforto. E tudo o que você quer, está fora dela."

E na despedida da adolescência, na passagem para a vida adulta, aquela cena do baile, as amizades que ficam, e a nova vida que se abre, acho que Quentin tem um futuro brilhante. E que esse não foi um fim, mas um até breve

" Acho que tudo seria diferente, se eu não tivesse me afastado." 

Pra você que não leu o livro, esse é um filme que vai te fazer refletir sobre a vida. Que vai te levar em uma aventura, onde o lugar de partida se torna o da volta. Você mesmo! É um filme, sobre transições. A transição da adolescência para a vida adulta. E o amadurecimento dos personagens é visível. O que me emocionou muito! Já disse que amo quando isso acontece. 

E por fim, só o que posso dizer é que esse é um filme para todos. É com certeza o meu livro favorito do Green, e não vou comparar esse filme com ACEDE porque não há nada em comum, e não há motivos para comparar. São duas obras lindas, cada uma com sua peculiaridade e sua mensagem. 

Eu super indico, e espero que todos vocês assistam, e gostem tanto quanto eu. Outra coisa que eu amei, é que dessa vez, na entrada do cinema, ganhei pôsteres do filme! A coisa mais linda do mundo *o* kkk

" Como você se sentiu esta noite, é como deveria se sentir a vida inteira."

Espero que tenham gostado, e que não deixem de me dar sua opinião! 
^ ^ 

Nos vemos em breve! Mil beijokas.

11 comentários:

  1. como assim eu acabei de chorar aqui vendo esse trailer??(acho que estou bem emotiva hoje ou melhor sempre) kkkkkkkk
    Descobri que eu preciso muito assistir esse filme ♥
    Adorei todo o seu post ;)

    ótimo domingo
    bjo

    http://tatianecdesouza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awwwwnt Tati, você é muito fofa! Esse filme faz chorar mesmo kkk. Você precisa ler o livro, assistir o filme, e vir me contar o que achou dos dois! kkk. Vai amar, tenho certeza! Obrigada pela visita linda! Mil beijos <3

      Excluir
    2. kkkkkkkkk..... agora que eu vi da onde que saiu ótimo domingo? kkkkkkk
      totalmente perdida no tempo.

      Excluir
  2. Ai amei muito eu preciso ir assistir urgentemente, como faz para segurar a ansiedade?
    Mas vou te confessar uma coisinha eu não li o livro faltou interesse, mas o filme estou doida para assistir, vai entender kk

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari! COMO ASSIM AINDA NÃO LEU??? kkkkkk. Vamos lá, você tem que dar uma chance! Esse livro é MUITO BOM!! E o filme... É MARAVILHOSO! APAIXONANTE e INESQUECÍVEL! Amei muito! kkk. Quando assistir, me conta o que achou!
      Mil beijos linda!

      Excluir
  3. Lendo seu post quase que eu esqueci que não gostei tanto assim do filme, quanta empolgação mulher! Amei essa sua resenha do filme Anya. :)
    Eu particularmente, não curti muito o filme achei desnecessárias algumas mudanças que foram feitas, cade aquela Margo do final do livro? Foi o meu momento preferido, passei um ano esperando para ver a Cara nessa cena, e simplesmente não teve. Muito triste!

    Beijos
    Dani Cruz
    blog-emcomum.blogspot.com.br
    Twitter - @blogemcomum / Insta - @blogemcomum / Fanpage Em Comum

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa Dani, que pena!! A empolgação aqui é algo! kkkk. Que bom que voces gostou do meu post linda <3
      Concordo com você sobre o fim do filme, e a Margo... É decepcionante mesmo.
      Obrigada pela visita! Mil beijos

      Excluir
  4. Um Bom filme .. Mas eu nao assitiria de novo kkkk ... Tem filmes que nos fisga de um jeito q vc assist 20 veses e nao enjoa.. Se eles seguissem os filmes do jeito q sao os livros, nossa iria ficar espetacular..

    Bjos linda..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey, Bia!
      Eu acho que também não... haha. Pra mim foi uma experiência muito boa, única. Mas acredito que depois de ter assistido e sofrido com o livro e filme, não tenho coragem de me aventurar por essa águas de novo não haha.
      Sobre os filmes que viciam, quase nunca aconteceu comigo em se tratando de adaptações. Acho que apenas com alguns... rs. Mas não tem nada igual né? É tão bom se apaixonar perdidamente por um filme! Tem vários que nunca me canso de assistir... <3
      Mil beijokas e volte sempre!

      Excluir
    2. Isso é verdade viu. .. Eu sou viciada em Um amor para recordar .. ❤❤❤❤❤ oh my Good ..

      Infelizmente tem esse quesito, eles nunca seguem a msma linha dos livros .. Ai nos deixam tristes 😳😕 .. Mas msm assim, são bons .. Hehe
      Bjao flor

      Excluir
    3. Hey, Bia!
      Ahhhhhh, Um Amor para Recordar! ❤❤❤❤❤
      Como não amar essa lindeza de filme!
      É, realmente no quesito "antes de fazer o filme, leia o livro!" eles estão bem por fora! haha.
      Mil beijokas e volte sempre linda!

      Excluir

Quer me fazer feliz, ou curtiu a matéria? Comente! Sua opinião é o mais importante! Ah, deixe seu link que terei prazer em retribuir o carinho ;)

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo