6

Lá Vem Resenha: Um Mais Um


Autor(a): Jojo Moyes

Editora: Intrínseca

Páginas: 320


Sinopse: Há dez anos, Jess Thomas ficou grávida e largou a escola para se casar com Marty. Dois anos atrás, Marty saiu de casa e nunca mais voltou.
Fazendo faxinas de manhã e trabalhando como garçonete em um pub à noite, Jess mal ganha o suficiente para sustentar a filha Tanzie e o enteado Nicky, que ela cria há oito anos. Jess está muito preocupada com o sensível Nicky, um adolescente gótico e mal-humorado que vive apanhando dos colegas. Já Tanzie, o pequeno gênio da matemática, tem outro problema: ela acabou de receber uma generosa bolsa de estudos em uma escola particular, mas Jess não tem condições de pagar a diferença. Sua única esperança é que a menina vença uma Olimpíada de Matemática que será disputada na Escócia. Mas como eles farão para chegar lá?
Enquanto isso, um dos clientes de faxina de Jess, o gênio da computação Ed Nicholls, decide se refugiar em sua casa de praia por causa de uma denúncia de práticas ilegais envolvendo sua empresa. Entre ele e Jess ocorre o que pode ser chamado de ódio à primeira vista. Mas quando Ed fica bêbado no pub em que Jess trabalha, ela faz questão de deixá-lo em casa, em segurança. Em parte agradecido, mas principalmente para escapar da pressão dos advogados, da ex-mulher e da irmã — que insiste em que ele vá visitar o pai doente —, Ed oferece uma carona a Jess, os filhos e o enorme cão da família até a cidade onde acontecerá o torneio.
Começa então uma viagem repleta de enjoos, comida ruim e engarrafamentos. A situação perfeita para o início de uma história de amor entre uma mãe solteira falida e um geek milionário.




"Não ia dar para elas. Alguns saltos eram muito grandes para serem dados."

Pela primeira vez na vida, não consegui me identificar de jeito nenhum, com um livro de Jojo Moyes. Essa foi uma experiência um tanto traumática, mas por conta do desafio do qual estava participando resolvi ir até o fim com o livro, embora tenha pensado em desistir mais de uma vez. Confesso, seguir com a leitura não foi tarefa fácil! 

Jojo, volta com mais uma de suas super histórias. Porém, nesse livro, sua abordagem é mais contemporânea. Cheia de tecnologia e muitos detalhes da vida doméstica, a leitura consegue ser maçante e um pouco chata em alguns momentos. 

"Foi a mãe de Ed que uma vez lhe dissera que os verdadeiros amigos eram aqueles com quem a gente podia sempre retomar a conversa do ponto em que havia parado, mesmo depois de uma semana ou dois anos. Ed nunca tivera amigos suficientes para testar essa afirmação."

Acho que esse foi o grande defeito da história. Jojo escreve perfeitamente romances que mesclam passado e presente, histórias de época que influem de forma magnífica no futuro. Já essa, me dá a sensação de que de alguma forma, ela tentou a sorte com um chick lit ao velho estilo comédia americana, e não deu muito certo. Eu não detestei a história, mas estava com expectativas altas. E o livro não conseguiu supri-las...

O livro nos conta a história de Jess, Tanzie, Nick e Ed. Os quatro tem uma história de vida bem complicada. Jess, mãe de Tanzie e mãedrasta de Nick, foi largada a dois anos pelo marido, ficando com os dois filhos para criar, um cachorro velho e com problemas de gases, e a preocupação sobre como sobreviver ao hoje. Ed, é um empresário no ramo computacional. Ele cria softwares e adora o que faz. Administra sua própria empresa, com seu melhor amigo, mas por um deslize, acaba perdendo tudo de mais importante em sua vida. Ou pelo menos, era o que ele achava.

"No fim, somos todos testados, e eu falhei."

Entãooo... O livro é narrado por todos eles. Há capítulos da pequena Tanzie, do fechado Nick, da pobre Jess e do aturdido Ed. Cada um contando seu ponto de vista sobre a história no mínimo maluca, pela qual estão passando. 

Jess era apenas uma menina quando engravidou de Marty. Por ser criada por uma mãe rígida, acabou metendo os pés pelas mãos, em busca de liberdade. Mas após anos de casamento, a chegada de um enteado e o crescimento de sua filha, Jess se cansa do modo relaxado do marido. E quando ele anuncia sua partida, ninguém - exceto Tanzie - se sente triste. Na verdade, a saída de Marty, é um grande alívio. Pelo menos, até que ela descubra o motivo que o levou a isso...

"Às vezes, dizia a si mesma, a vida era uma série de obstáculos que tinham de ser contornados possivelmente por um mero ato de vontade. Ficou olhando para o azul turvo do mar sem fim, sorveu o ar, empinou o queixo e decidiu que poderia sobreviver àquilo. Poderia sobreviver a quase tudo. Ser feliz não era direito de ninguém, afinal de contas."

Tanzie é a pequenina, esperta, inteiramente inteligente e um pouco boca grande do livro. Esperta e um gênio na matemática, Tanzie consegue ser na maior parte do tempo, mais inconveniente do que fofa. Não consegui gostar da menina! Ela está sempre se metendo em tudo, e muito ingênua, acaba dizendo o que não deve. Me deu nos nervos!

Nick é um garoto muito complicado. Teve uma vida bastante difícil. Na verdade, é o único que realmente teve uma vida difícil. Abandonado pelo pai com a mãe drogada, é devolvido ao pai, após ser (re)abandonado pela mãe. A única pessoa que o ama e o cria com carinho é Jess. Que substitui o papel materno muito bem, mas não sabe como chegar em Nick. E seu jeito fechado e introspectivo complica tudo! Houve momentos em que quis entrar no livro e perguntar se ele não via o quanto ela se esforçava para ser a mãe que ele precisava. Mas ele nunca, estava nem aí... 

"Pensou na sigla que ouvira Nicky usar algumas vezes poucas semanas antes: SSVUV (só se vive uma vez), e lembrou-se de que lhe dissera achar aquilo uma mera desculpa que os idiotas usavam para fazer qualquer coisa que estivessem a fim de fazer, independentemente de quais seriam as consequências."

Já Ed é o típico nerd que ao sair da faculdade ficou rico com seus inventos e mudou muito. Se transformou em um cara de negócios, fatura bem e ainda por cima, está muito mais bonito agora! O problema dele? Deixou tudo isso subir a cabeça. Ed e seu melhor amigo tem uma linda amizade. E como bons amigos compartilham tudo! Inclusive, um amor platônico por uma colega universitária que nunca lhes deu bola. Porém, ambos apaixonados pela moça, demoraram a se recuperar da rejeição. E quando Ed a reencontra, ele não perderá a chance de ter a mulher de seus sonhos. Mesmo que ele perca seu melhor amigo, sua empresa... 

"Ele passara semanas sendo alimentado pela raiva e pela traição. Dissipado esse calor inicial, todo um lado seu simplesmente enregelara-se. Em sua indignação, Ed se sentira seguro; em seu sentimento de injustiça, estivera a salvo."

O que parecia uma ideia perfeita, se transformou em uma eterna catástrofe, e Ed precisa se afastar. Já não lhe bastasse todos os seus próprios problemas, ele acaba conhecendo sua empregada e descontando sua raiva na moça. Tentando compensar sua falta de modos, depois que a moça o salva em uma noite de bebedeira, Ed resolve levá-la, junto com filhos e cachorro, a Escócia. Onde Tanzie, tem de vencer o campeonato de matemática, para que Jess consiga reorganizar suas vidas. Mas também há um segredo, e Jess precisa que Tanzie vença, para Ed não o descobrir. É tudo ou nada! E a bagunça começa...

"Quero ficar com você. Sei que metemos os pés pelas mãos nisso, mesmo assim me sinto mais certo errando com você do que normalmente me sinto quando, em tese, está tudo certo e estou sem você."

Sério, até a viagem começar, achei o livro parado. Porém, estava conseguindo acompanhar a narrativa, gostando até, dos aspectos bem explicados, as pessoas amigas de Jess, a exploração da vida dos personagens... Mas quando eu pensei que a história iria realmente começar, veio a viagem e eu percebi que esse livro não seria para mim.

A autora manteve o foco do livro inteiro nessa viagem. Não há uma expansão de horizontes. São só paradas em hotéis, lanchonetes e confusões. Muito enjoo, problemas de estômago e descobertas dramáticas terríveis. Na verdade, comecei a gostar mais do livro já no finalzinho. Quando uma grande revelação é feita e Jess desmorona. Mas após a resolução desse problema, a narrativa retoma seu ritmo inicial e não sei a onde foi que me perdi que não consegui acompanhá-la. 

Mas é claro, que assim como há pontos negativos, há pontos positivos. A trama consegue ser por vezes delicada e até tocante. E a autora retrata temas muito sérios de forma bem crua. O bullying é um desses assuntos. E como sempre, nesse quesito, a autora deu um show. 

Embora não haja muitos personagens secundários, ou a exploração dos que há, novamente, a autora cria uma base de apoio aos personagens centrais. Os personagens secundários tem sua participação e função na história. E nesse livro, me agradaram, até bem mais, do que os protagonistas... rsrs

O final, ao meu ver, ficou muito raso. Não sei se foi por conta da história, dos personagens... Mas não consegui. Tentei, tentei muito! Tentei mesmo gostar da história. Até porque estamos falando da minha diva Jojo, mas infelizmente, essa é a primeira e espero que única história da autora, da qual posso dizer que não gostei. Mas ainda assim, recomendo muito! É sempre bom tirar suas próprias conclusões.

"A lei da probabilidade combinada com a lei dos grandes números estabelece que, para vencer as dificuldades, de vez em quando temos que repetir algumas vezes um acontecimento para conseguir o resultado almejado. Quanto mais se faz, mais perto se chega. Ou, como explico para minha mãe, às vezes, basicamente, só precisamos insistir."

Espero que tenham gostado e que assim que lerem, me contem qual a conclusão de vocês, sobre a história. Gostaram? Leram? Querem ler? Contem tudinhooooo! ;)

Beijokas e até breve! ^ ^ 

6 comentários:

  1. Oi, Anya!
    Apesar dos pontos negativos que você citou, eu quero muito ler esse livro.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lu!
      O livro me pegou desprevenida, estava esperando uma coisa e era outra. Me decepcionei. Mas tenho certeza de que vai gostar! Quando ler, me conta o que achou tá? ;)
      Beijokas e volte sempre! ^ ^

      Excluir
  2. Sua resenha está mais para uma super incrível análise detalhada sem spoilers! Choquei!!!! Olha, não sei o que há comigo, mas nunca li nada da Jojo, e esse então, nem vou passar perto kkkk.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ci!
      Que linda sua visita!!! Nem acreditei quando vi seu comentário. Tê-la por aqui é sempre um enorme prazer! Uma análise? kkkkkkk Amei isso! Ah, eu te entendo. Nem todo mundo curte muito a escrita dela. E particularmente se eu fosse indicar a alguém algum dos livros dela, seriam sempre "A Última Carta de Amor", "A Garota que Você Deixou para Trás" e "Como Eu Era Antes de Você". Porém, acho que no seu caso, indicaria apenas, ou pelo menos, primeiramente, "A garota que Você Deixou para Trás". O cenário de guerra, luta e artes que ela implanta como pano de fundo, para duas histórias de amor inteiramente delicadas é perfeito! Acho que gostaria ;)
      Mas esse, eu não estou indicando para ninguém! kkkk
      Mil beijokas e volte sempre! ^ ^

      Excluir
  3. Anya lindaaaaa ♥
    Como sempre arrasou na resenha ♥♥♥
    Não sei o motivo mas fiquei com muita vontade de ler esse livro, acho que por não conhecer muito o estilo de escrita da Jojo posso gostar :)
    Também fiquei curiosa pra saber qual foi essa grande revelação.
    Espero que suas próximas leituras da Jojo sejam bem melhores ;)
    ótima semana
    bjo

    Tati C.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tatiiii, sua princesa!
      Obrigada pelo carinho de sempre linda! kkkkkkk É porque eu disse que não é muito bom, isso desperta a curiosidade... kkkk. Eu acho que você pode gostar. Como eu estou sempre esperando algo surreal vindo da Jojo, me decepcionei. Mas acho que é muito válido tirar suas próprias conclusões. Então leia sim! E claro, venha me contar o que achou depois! ;)
      Ahhh, os segredos reinam nesse livro! kkk. Não para nós que sabemos deles o tempo todo, mas há algumas coisas que surpreendem! Eu espero também Tati! kk
      Mil beijokas linda! Uma ótima semana para ti também!! :*

      Excluir

Quer me fazer feliz, ou curtiu a matéria? Comente! Sua opinião é o mais importante! Ah, deixe seu link que terei prazer em retribuir o carinho ;)

Tecnologia do Blogger.