Lá Vem Resenha: Becoming Calder & Finding Eden


 Hey amores! Hoje é dia de resenha. Mas não vai ser só uma não, vão ser logo duas! kkk. Como os livros da vez são novamente uma duologia, então vou fazer logo a resenha dos dois livros.








Autor(a): Mia Sheridan
Páginas: 314
Classificação: 5/5
Sinopse: Há um lugar nos tempos modernos da América, sem eletricidade, sem encanamento, e sem qualquer conveniência moderna. Neste lugar, não há espaço para os sonhos, não há espaço para a auto-expressão, e nenhuma tolerância para a ambição.

Neste local, há um menino com o corpo de um Deus e o coração de um guerreiro. Ele é forte e fiel, e serve a sua família com honra. Mas ele se atreve a sonhar com mais.


Neste local, há uma menina com o rosto de um anjo e um coração cheio de coragem. Para sua família, ela é a visão da perfeição obediente. Mas ela ousa querer aquilo que lhe foi dito nunca poder ser dela.

Becoming Calder é a estória do bem contra o mal, o medo contra coragem, e a verdade de que a luz do amor sempre encontrou o seu caminho mesmo no mais escuro dos lugares... Desde o início dos tempos, ao fim do mundo.



Becoming Calder é aquele tipo de livro que você começa animada, pensando que é uma coisa e descobre que é outra completamente diferente. Mas aí é que está a graça do negócio! rsrs. O livro te pega de surpresa, com uma história completamente cativante, cheia de reviravoltas e me surpreendeu.


Nesse primeiro livro temos a história de Calder. Um menino doce, forte, corajoso e LINDO. E também conhecemos Eden, sua corajosa e adorada glória da manhã. A história do livro, muito mais do que eu pensava, traz um mundo bem diferente, além da história de amor desses dois personagens tão peculiares.


Como os livros são da série Signos do Amor, cada livro da série representa um signo. Nesse livro temos a lenda de Aquário. E por isso, nosso lindo mocinho tem um certo poder em relação a água. O que me surpreendeu, foi que isso não é explanado no livro. Ele se sente bem na água, tem a água a seu favor, e é isso, pronto! 


Calder vive em uma comunidade que funciona por conta própria. O seu líder, ou como eles chamam Pai, Hector, é quem comanda tudo. Muito espertinho, ele é o único que tem direito a todos os benefícios do mundo exterior ou simplesmente da cidade. Os outros moradores do local, são na verdade pessoas que saem da cidade em condições ruins, e se refugiam, para sempre, em Acadia.


Além de viverem do mais básico possível, não terem água encanada, e ainda só se alimentarem de comidas simples que eles mesmo plantam, cada um recebe um trabalho, um ofício para ser feito por toda a vida. E há também a profecia. Que diz que um dia, o mundo sofrerá um dilúvio. O mundo ficará coberto de água. E o único modo de se salvar, é estar Acadia. 


Para que a profecia se cumpra, Hector, junto a sua prometida, Eden, devem estar casados quando o dilúvio acontecer. Para que ela possa guiá-los pelo caminho para Elisyum. A terra dos deuses, prometida ao povo de Acadia.


É claro que logo de cara, a gente percebe que o Hector é um espertalhão, que é casado com umas mil mulheres, abençoado pelos deuses que vive num luxo só, e que tem toda uma população sobre a palma de sua mão, trabalhando para ele como escravos. Mas, para o povo de Acadia, ele é realmente um enviado dos deuses. E eles fazem qualquer coisa, qualquer coisa mesmo, por ele.


Toda a história muda quando um dia, ainda crianças, Eden pede para jogar com Calder e seus amigos. Todas as outras crianças a rejeitam. Por medo de estarem desobedecendo aos deuses. Já Calder, destemido e curioso desde pequeno, permite que ela jogue com eles, e ainda convence as outras crianças a aceitá-la também. Depois disso, a vida dos dois ficou ligada para sempre.


Ambos cresceram sem nenhum tipo de contato. Mas Calder recebeu muito mais do que a admiração de Eden pelo ato de rebeldia quando pequenos. Nunca esquecendo de sua atitude, Eden acompanhou e admirou todo o crescimento de Calder. Até ele se tornar o bonito homem que não lhe saia dos pensamentos.


Um único encontro sem nenhum planejamento, foi capaz de colocar esses dois em uma jornada sem volta. A partir desse encontro na gruta, que se tornou uma espécie de refúgio para o casal, eles dois não conseguem mais controlar o que sentem, mas essa paixão proibida, e toda a suposta desobediência para com os deuses tem um preço. E nesse caso, foi bem  caro.


Becoming Calder é um livro fascinante, cheio de personagens marcantes e adoráveis. Eu literalmente, totalmente odiei os líderes do conselho, e principalmente o Hector. Ai, que homem desprezível! Em muitos momentos quis entrar na história e acordar as pessoas da comunidade com um bons tapas! Não é difícil entender porque Calder, se inquietou quando percebeu que Hector tinha tudo e eles nada! 


Estava muito na cara que Hector era um vigarista! E a falta de ação e de cérebro do povoado me deixou louca! Mas eu não passei só raiva com o livro. Tiveram muitos daqueles momentos que você acaba suspirando. Me apaixonei pelo casal e pela sua doce e envolvente história de amor. Outra pessoa por quem me apaixonei muito, foi o Xander. Melhor amigo e companheiro de Calder, tive medo de que ele fosse fazer algo idiota. Mas no fim, me deparei com uma das mais bonitas amizades que já vi.


Bom, em resumo o livro é cheio de romance, ação, e principalmente muitas reviravoltas de parar o coração! Eu amei, e super indico a todos! 



Atenção: Pode Conter SPOILER do Primeiro Livro!!!




Autor(a): Mia Sheridan
Páginas: 278
Classificação: 5/5
Sinopse: Finding Eden é a continuação e conclusão de Becoming Calder.

Quando o mundo como você conhece acabou, quando tudo o que você ama tem foi levado, onde você encontra força?

Quando o novo mundo que você ingressou é tão isolado como o último, quando o seu coração está quebrado, e seu futuro é incerto, onde você encontra a esperança?

Finding Eden é uma história de força, descoberta, perdão e amor eterno. É sobre acreditar em seu destino e seguir o caminho que conduz à paz.


Primeiro,gente que capa linda é essa??!!rsrs. Se no primeiro livro nós acompanhamos a busca por uma vida em paz, e a tentativa de viverem um grande amor, nesse, nós vemos o que restou depois da grande tragédia que caiu sobre esses dois.


Depois de um final bem tenso, e de me recuperar do meu pequeno ataque cardíaco, comecei a devorar esse livro com toda a rapidez e força que tinha em mim! Estava em pedaços, e com medo do que viria a seguir. Mas a surpresa que tive, foi a melhor de todas! 


Após uma grande tragédia, que foi o dilúvio, é gente, realmente aconteceu! A gente acompanha a desoladora caminhada durante dois anos de distância entre os dois. Na verdade, tanto Eden quanto Calder, pensam ser os únicos sobreviventes do ocorrido. Eden acha que Calder morreu, e Calder acha o mesmo de Eden.


Esse começo foi bem doloroso. E eu fiquei desesperada pelo reencontro. Que quando aconteceu me botou tonta de felicidade, e segundos depois me jogou uma caixa d'água gelada na cabeça! O Calder, está namorando!!! Sim, quando a gente pensa que as coisas vão se aprumar... 


Mas o que eu pensei que seria aquela velha história do triângulo amoroso, o que eu confesso,me desesperou, não aconteceu! eeeeeeeeeeeeeeeeeeee \0/ Logo Calder e Eden, tinham arrumado as coisas. Calder agora é um pintor que está começando a fazer sucesso. E Eden é professora de piano.


Tudo parece normal como nunca foi. Xander é empresário e amigo de Calder como sempre. Está tudo indo muito bem,até que... Lá vem problema! Antes de se reencontrarem, Eden reencontra a mãe, que não via desde que fora sequestrada por Hector, quando a inda pequena. O problema é que, óbvio, sua mãe quer repor todo o tempo perdido. E Calder interfere nos seus planos.


Na maior parte do tempo eu quis matar a mãe dela, e depois queria abraçá-la. Mas ela não foi o único obstáculo. Há a investigação sobre Acadia, os traumas que os dois carregam, e ainda a origem de Calder, que não sabe quem são seus verdadeiros pais. 


No primeiro livro temos muita ação e reviravoltas. Nesse há mais romance e tranquilidade. O que me deixou muito nervosa! Mas é perfeito! O reencontro dos dois, me botou lágrimas nos olhos, e o romance que se segue é lindooo. Durante todo o livro, enquanto eles buscavam respostas, eu fiquei com aquela sensação de que algo ia acontecer e não era bom. Mas, graças a todos os deuses nada de muito ruim aconteceu. A única coisa que me chateou, me jogou no chão, me deixou vermelha de raiva e me fez chorar muito! Foi o pai de Calder.  


Quando eu pensei que nada podia ser pior, que não havia ninguém mais horrível nesse mundo que o Hector eu ainda não conhecia o Caleb, irmão da Tris!kkk o pai do Calder apareceu para me provar que eu estava enganada. Mas como sempre, eles conseguiram passar por cima disso. Embora até hoje, eu pense nisso com aquele ar de tristeza. Ele não merecia isso Mia!!!


Mas passando por cima disso, diferente do primeiro, o final desse apaziguou meu coração e me deixou nas nuvens. Sinceramente, não consigo dizer qual é o melhor. Mas como uma duologia, é uma das melhores que já li. Tem tudo que a gente pode esperar de uma boa história, e mais! Indico a todos!!! 


Espero que tenham gostado e que não deixem de me dizer o que acharam! 


Durante a leitura desse livro eu escutei muito Assim Seja do Cidade Negra. A música é super linda, calma e se encaixou perfeitamente com a história desses dois!




Bjokas e até a próxima...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer me fazer feliz, ou curtiu a matéria? Comente! Sua opinião é o mais importante! Ah, deixe seu link que terei prazer em retribuir o carinho ;)

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo