Parei Para Assistir: P.S: Eu Te Amo



DireçãoRichard LaGravenese

Duração: 2h6min

Classificação: 5\5

Elenco: Gerard Butler; Hilary Swank; Harry Connick Jr; Jeffrey Dean Morgan; Kathy Bates.

SinopseHolly Kennedy (Hilary Swank) é casada com Gerry (Gerard Butler), um engraçado irlandês por quem é completamente apaixonada. Quando Gerry morre, a vida de Holly também acaba. Em profunda depressão, ela descobre com surpresa que o marido deixou diversas cartas que buscam guiá-la no caminho da recuperação.

Trailer




 Hey amores e amoras! Enfim, consegui fazer o Parei Para Assistir de P.S: Eu Te Amo. Assisti o filme a um tempinho, mas não estava tendo tempo de resenhar. Mas agora que o tempo deu, bora para a resenha!

Não conheço uma única pessoa que tenha assistido o filme e que não  tenha gostado. E ele já se encontrava na lista de adaptações a serem vistas a muitooo tempo. E a recompensa não poderia ter sido melhor. Fiquei fascinada com a história de uma forma que há muito não acontecia. Com certeza levarei para sempre os ensinamentos dessa história. E um dos meus favoritos é: Existem amores que duram mais que uma vida.

No começo do filme eu fiquei um pouco apreensiva, era muita expectativa! Ele começa de uma forma única! Engraçado, divertido e já dando seus primeiros sinais de que seria daqueles que ficam gravados na mente para sempre. 

Diferente de muitos dramas que já assisti, P.S: Eu Te Amo, me encantou de forma especial por dois motivos: Era a história de uma perda pelo ponto de vista de quem fica, e porque tinha um toque de leveza e comicidade, que não deixavam a trama se tornar cansativa, ou pesada demais. 

Foi a primeira vez que eu parei para pensar em como existem poucos filmes que narram essa trajetória de recomposição da perda de alguém amado. E estive o tempo todo impressionada em como a trama foi percorrendo esse caminho. Não temos acesso ao sofrimento de Gerry, mas acompanhamos todo o caminho pelo qual  sua esposa Holly, tem que passar. E isso também me deixou feliz, não ter que acompanhar todo o período da doença do Gerry, fez com que nós nos concentrássemos unicamente no lado de Holly. Nos dando uma visão unilateral, porém real e clara, do tamanho de sua perda, e de sua dor.

E não importa o meu emprego,o que eu faça ou o que eu não faça,os amigos que tenho, ele não está mais qui. Eu... Eu não estou mais aqui.

O filme narra a história de Holly, que após perder o marido, começa a receber cartas dele. Cartas essas que são a chave para o início da recuperação de Holly. Elas a ensinam a viver novamente, sem ele. Só essa premissa do filme já é de rachar o coração! Mas quando ela leu a primeira carta dele, eu já me encontrava em lágrimas. 

Eu tenho três fases de choro quando fico emocionada com uma história, seja filme ou livro. A primeira, é a famosa uma lágrima.O filme é fofo, emocionante,mas não me tocou de forma arrebatadora. A segunda é quando eu desidrato de chorar, o filme já me atingiu de alguma maneira. Mas a terceira é sempre a pior! É o choro convulsionado, eu fico com olho inchado, dor de cabeça e soluços! E foi exatamente esse que P.S: Eu Te Amo causou. Eu chorei horas a fio após o término do filme.

O que mais me emocionou não foi o que aconteceu, mas como aconteceu. O amor de ambos é tão forte, que mesmo após a morte dele, esse sentimento só cresce, desenvolve e fortalece. E claro, a perda sufoca Holly. Não há mais motivos para viver sem ele. Mas quando tudo parece perdido, o amor sempre fala mais alto.

"Saiba que onde quer que eu esteja, estou sentindo sua falta."

Holly é uma personagem bastante adorável. No início tive minhas dúvidas sobre se ia realmente gostar dela, mas ao longo da trama passei a amá-la! Ela é um pouco indecisa quanto a vida, e tem muito medo de errar. Decorrente de um trauma causado pela perda do pai. São muitas perdas... Com uma mãe bastante firme quanto ao que pensar sobre o amor, ela tem receio de estar cometendo o maior erro de sua vida,por amar alguém tão intensamente.

Já Gerry, um apaixonado por música e por Holly, leva a vida de forma calma. Um personagem cheio de intensidade, profundidade, e amor.  É como saído de um sonho! Se existir algum desses por aí ainda, por favor pessoa me liga! rssrs

Ele conseguiu me tirar boas gargalhadas. Como sempre a atuação do Gerard foi brilhante. Embora ele tenha desempenhado muito bem o lado dramático, ele nunca perde aquela graça espontânea e natural. O que torna seus personagens sempre mais leves e apaixonantes.



A atuação de todos foi um presente. Com um elenco de peso, nesse quesito, e em nenhum outro, eu tenho do que reclamar.
O cenário do filme é outro ponto que não pode ser ignorado. A viagem para a Holanda é cheia de aventuras épicas e lugares lindos de tirar o fôlego! Além de trazer uma paz...
E a trilha sonora é peça chave para fazer a gente se emocionar ainda mais, e entrar de cabeça e coração na história. Suuuuper linda!

Os personagens secundários também foram muito bem retratados na história. Me apaixonei pelo Daniel, um amigo bem estranho, que não consegue segurar a língua e surge em uma hora perfeita para Holly. E pelo William, melhor amigo do Gerry, que acaba conhecendo a Holly. Ele é um fofo! A mãe da Holly, Patrícia, também ganhou meu carinho com sua história complicada e triste sobre amor. Depois do que ela passou realmente fica difícil acreditar no amor.

"Sabe qual é a pior coisa para uma mãe, depois de perder um filho? É ver sua filha indo pelo mesmo caminho que ela, e não poder fazer nada."  

A história se passa entre as cartas de Gerry, e flashbacks da vida do casal. Essa era uma das minhas preocupações. Que a aparição do Gerard fosse uma só e pronto. Mas não, ele continua aparecendo no filme durante algumas cenas como espírito, e em outras nos flashbacks.


O que mais gostei na história com certeza foi o modo intenso e emocionante como tudo é retratado. Mas o mais impressionante, é que embora eu tenha ficado realmente muito emocionada com a história, não fiquei com aquele sentimento pesado de tristeza. 

"Se estamos todos sós, então estamos juntos nessa também."

A cada nova carta de Gerry, Holly tem que realizar uma tarefa. Todas elas vem descritas e explicadas nas cartas que ela recebe das formas mais inesperadas possíveis. Ela não sabe como as cartas chegam a ela. Mas antes de morrer, ele deixou tudo preparado para que ela pudesse seguir em frente.



Após a viagem, Holly se isola do mundo em busca de um sonho. E acho que a partir daí vem as partes mais bonitas do filme. O final, é simplesmente perfeito! Indescritivelmente perfeito. É um recomeço para todos. Não é só a Holly, que aprendeu com as cartas de Gerry, não é só ela que precisa recomeçar, e não é só a ela que o destino resolve dar mais uma chance. 

Um filme lindo, cheio de amor, recomeços, perdas, mas principalmente de fé. Fé de que o amanhã será melhor que o hoje, mas que vale a pena viver com intensidade o hoje, e ainda mais o amanhã. Que se a vida é tão curta, pra que perder tempo? Arrisque, viva e ame! Sempre vale a pena.

" A cada beijo, é uma vida que deixo para trás."

Eu super indico a todos. Esse é daqueles que vai agradar ao público em geral, e que já ganhou um enorme pedaço do meu coração. De um filme, passou para meu filme favorito! Se ainda não viram, assistam!!!


Espero que tenham gostado e que não deixem de me contar o que acharam!


P.S: Bjokas e até a próxima...



5 comentários:

  1. Olá, tud bem?
    To a tempos pra ver esse filme, mas até agora não tive tempo :/ vou ver se consigo este final de semana, gostei muito da publicação e do blog :)
    www.magisbook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Que filme lindo, Anya! Parabéns pela crítica e pela escolha perfeita do longa. Eu sou apaixonada pelo filme, pela história e pelo Gerry, ele é o sonho de consumo de qualquer mulher rs A trama é super fofa e te prende do início ao fim. Eu chorei rios de lágrimas com o filme e com o livro, apesar de preferir a adaptação cinematográfica. Adorei os quotes que tu separou do filme, aliás, as frases são todas românticas de fazer a gente suspirar. Beijos, querida <3

    ResponderExcluir
  3. Awwwwnt orbrigada Patrini! Eu não esperava me apaixonar tanto pela história. E nem chorar tudo o que eu chorei, realmente me impressionei com o filme, é muito lindo! Não sei porque demorei tanto para assistir... Ainda não li o livro, mas vou em breve, já estou ansiosa! As frases são lindas mesmo né?! Eu amei, é cada quote perfeito! Obrigada pelo carinho flor! Bjokas

    ResponderExcluir
  4. Ohhh flor, eu também demorei muito para conseguir ver o filme viu? Mas quando a oportunidade surgiu, agarrei e assisti! É muito lindo, você precisa ver! Quando assistir me avisa! Bjokas e volte sempre!

    ResponderExcluir
  5. Ohhh flor, eu também demorei muito para conseguir ver o filme viu? Mas quando a oportunidade surgiu, agarrei e assisti! É muito lindo, você precisa ver! Quando assistir me avisa! Bjokas e volte sempre!

    ResponderExcluir

Quer me fazer feliz, ou curtiu a matéria? Comente! Sua opinião é o mais importante! Ah, deixe seu link que terei prazer em retribuir o carinho ;)

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo