2

Lá Vem Resenha: Excluídos

Autor: Ícaro Rafael Ramos

Páginas: 202

Editora: Biblioteca 24 Horas


Sinopse: A exclusão social infelizmente esta cada vez mais presente, ela atinge varias pessoas: Deficientes físicos, mendigos, obesos, pobres, idosos etc.Escrevi este romance para falar da necessidade de inclusão social, para essas pessoas injustiçadas. Por que todo ser humano deve ter seus direitos de cidadão reconhecidos perante a sociedade, pois a justiça é para todos.



“A falta de respeito é uma deficiência grave.”

Hey amores e amoras! Excluídos foi um livro mega especial, que recebi para ser lido sem nenhum compromisso, diretamente do autor. Mas como o trabalho é de extrema qualidade, é claro, que eu não podia deixar de resenhar. 

Excluídos é um livro puramente voltado para um lado pouco debatido em livros de romance, a justiça. No seu mais simples e amplo sentido. Uma justiça que sirva para todos e para tudo. Que não discrimine e que não abandone. 

"– Será que Deus fica em algum momento admirando as estrelas?– Por que ele admiraria sua própria criação?– Porque ele sabe o valor que elas têm, nós já nem prestamos atenção, o que nós criamos toma todo nosso tempo, a lua passa no céu, e o sol brilha por nossa causa, e nós nem percebemos."

Quando comecei a leitura do livro, confesso que não esperava muito mais do que um romance entre alguém de uma classe social baixa com alguém de classe social alta. Mas me deparei com um livro lindo, muito bem elaborado, estudado e escrito, sobre deficiência, injustiça e a visível falta de preparo da sociedade para ambos os casos. 

"Bandidos fardados são piores que os outros."

Cláudia é moradora de rua, e escapa da morte mais uma vez, quando é ajudada por Pedro, que embora seja cadeirante, tem uma ong, e transformou sua situação em um motivo para ajudar os outros. 

"A dor pode fazer crescer ou morrer, depende de quem você é."

Cláudia tem um passado que a persegue - literalmente - como uma sombra. E com toda sua história de fama e dinheiro, encontrou nas ruas a proteção da qual precisava. Mas as coisas não saíram como ela esperava, e a situação foi ficando cada vez pior, quando seu perseguidor a encontra. Com um mundo tão hostil e sem poder voltar pra casa, com quem ela poderia contar?

Pedro sonhava em ser jogador de futebol, porém um atropelamento o deixa confinado a uma cadeira de rodas. Mas ele está determinado a provar que isso não é o fim, e que na verdade pode fazer muito pelas pessoas que passam pelo mesmo que ele, e como ele, não tem auxílio. E por isso, ficam sem saber o que fazer com suas vidas.

"(...) Vendo na dor e no amor um motivo para seguir em frente sem esmorecer."

O que mais gostei nessa história, foi o modo como o autor conseguiu mesclar suspense, romance, e todos os temas polêmicos de exclusão retratados no livro, como a obesidade, deficiência, classes sociais... Enfim. Ele consegue manter uma escrita envolvente e realista, mesmo quando está falando do romance entre o casal principal. E não pesa a mão, quando está falando sobre temas sérios, como o tráfico de pessoas. 

"Aquela era a “geração não dá nada”, inconsequente, colocando pedras para tropeçar no futuro."

Outra coisa incrível na história, é o fato do autor ter colocado muitos casos de exclusão. De diferentes formas, ele mostra como a sociedade é cheia de preconceitos e julgadora, sem ao menos saber realmente do que se trata, ou como lidar com a situação. Ele soube colocar várias situações, com diferentes personagens, que se interligam.

Mas o ponto forte da história, com certeza, é o fato do autor realmente saber do que está falando. Ele detalha e coloca de forma minuciosa cada questão exposta no livro. O que faz a história ser real e inteligente, embora tenha seu lado ficcional. 

Os personagens são todos muito bem elaborados, e não há exatamente personagens secundários. Essa é uma grande história, com muitos personagens, cada um com sua própria história. O que faz com que, em algum momento, todos sejam protagonistas. 

Enfim, eu super indico a leitura para todos que gostam de um romance mais realista. Mas essa é uma leitura que todos deveriam fazer algum dia, além de nos entreter, nos ensina muito. O autor está de parabéns pela iniciativa, e pelo modo como conduziu sua história. Fica aqui, meu agradecimento por sua generosidade de me ceder o livro. Muito obrigada Rafael! 

Espero que vocês tenham gostado, leiam, e me digam o que acharam! 

Mil beijokas e até breve! 

2 comentários:

  1. Anya lindaaaa ♥
    Que resenha maravilhosa, eu ainda não conhecia esse livro, mas amo um bom romance e já quero esse livro.
    As vezes vemos as pessoas nas ruas e só sabemos julgar, acho que esse livro abre nossos olhos para criarmos empatia ♥
    Como sempre arrasou na resenha ;)
    ótimo final de semana
    bjo

    Tati C.

    ResponderExcluir
  2. Awwwnt! Mas se não é a linda da Tatiiii!! Você já estava fazendo falta por aqui viu? Obrigada pelo carinho sua linda, fico muito feliz que tenha gostado da resenha. E acho que você vai gostar muito do livro, quando ler me avisa o que achou! Concordo plenamente com você, às vezes, vemos as pessoas nas ruas, e nem imaginamos, que elas possam estar na situação em que estão literalmente, por falta de escolha. Esse livro com certeza, é também uma lição.
    Mil beijokas linda, e volte sempre!! ^ ^

    ResponderExcluir

Quer me fazer feliz, ou curtiu a matéria? Comente! Sua opinião é o mais importante! Ah, deixe seu link que terei prazer em retribuir o carinho ;)

Tecnologia do Blogger.