4

BLC #6 - Mulheres Literárias



Hey amores e amoras! No BLC desse mês, em homenagem as mulheres o tema é: 
Apresentar sua autora/personagem preferida, contar o motivo que fez você gostar dela, alguma curiosidade sobre ela, nos conte o que você acha que todos precisam saber sobre ela. 

Esse tema lacrador, foi criado pela minha linda amiga e gêmea literária Tatiane que é mamis do blog Tati C.. Lá no blog dela, é só clicar no nome dele que você vai parar lá , você pode conferir quem foi a autora/personagem que ela citou. E eu garanto, tá lindo! 😏

Mas para você que ainda não sabe o que é o projeto #BLC, vou explicar. Em união ao blog Tati C. Carpe Diem, criamos um projeto de blogagem literária coletiva. Nossos temas são unicamente literários e todos os meses determinamos um tema que devemos fazer em conjunto. Nosso grupo encontra-se no facebook e é só clicar aqui, para participar também! Você pode saber mais sobre o projeto clicando aqui!

Agora sim, vamos ao post! 



Bom, como boa libriana que sou, fiquei super indecisa na hora de escrever esse post, mas sem muita enrolação e novidade, eu tive que escolher a autora que tem arrasado meu coração com cada um dos livros dela, que li até agora.
É claro que eu estou falando da Marie Rutkoski autora da trilogia A Maldição do Vencedor .

Como eu disse, sem novidades! haha. Mas o que me motivou a escolhê-la foi a sua imaginação fértil, inteligente e perfeita! rs. E o fato de ter criado minha atual personagem feminina favorita. Seus livros são de uma inteligência inacreditável, e seus personagens são tão reais e originais, que você ou os ama, ou os odeia. No meu caso, eu amei tudo! 

Não encontrei muitas curiosidades sobre a autora, mas sua vida em totalidade já é super curiosa. Então, vamos a biografia de  Marie.



Resultado de imagem para marie rutkoskiMarie nasceu no dia 05 de março de 1977 em Bolingbrook, Illinois. Tem 40 anos, é a filha mais velha de quatro e decidiu cedo que era alguém que amava livros. Frequentou a Universidade de Iowa e morou em Moscou e Praga, também estudou Shakespeare na Universidade de Harvard. Essa mulher é um gênio! haha. 
Hoje, é professora de  literatura inglesa no Brooklyn College, onde ensina drama renascentista, literatura infantil e literatura de ficção. Queria uma aula com ela... 
A autora mora em Nova Iorque com o marido, dois filhos pequenos e seu gato anti-social. 

Algumas curiosidades sobre ela, e motivos pelos quais a amo ainda mais são:
Ela está aprendendo a tocar violino - amo!
Sua sobremesa favorita é  Crème Brulée ou pudim de caramelo - tenho certeza que ela gosta mais de pudim! haha.
De sua janela, de frente ao Washington Square Park, ela jura que vê grandes asas de aves de rapina girando enquanto escreve. - será que foi daí que veio o nome Kestrel?? 

Outra coisa sobre a autora que super vale a pena ser mencionada e que eu adoro, é como começou a história de A Maldição do Vencedor. Uma amiga citou o termo maldição do vencedor e explicou o que era basicamente. Marie ficou fascinada pelo termo. Lendo sobre em um artigo, ela acabou imaginando essa situação em um romance. Bom, hoje temos Arin e Kestrel em nossas vidas haha.

Olha só o que a autora diz sobre isso:


A ideia deste romance me veio quando eu estava sentada com a minha amiga Vasiliki Skreta numcolchonete azul-escuro de academia na sala de brinquedos do nosso condomínio. Vasiliki éeconomista e estávamos discutindo leilões. Ela mencionou o conceito da “maldição do vencedor”.Em termos simples, ele descreve como o vencedor de um leilão também perde, porque venceupagando mais do que a maioria das pessoas que fizeram ofertas julgara que o item valia. Claro,ninguém sabe quanto algo pode valer no futuro. A maldição do vencedor (pelo menos na teoriaeconômica) é sobre o momento da vitória em si, não sobre os resultados dela.Fiquei fascinada por essa versão de vitória pírrica – vencer e perder ao mesmo tempo. Fuiseduzida pela beleza do termo “maldição do vencedor”, introduzido em um artigo de 1971 chamado“Ofertas competitivas em situações de alto risco”, de E. C. Capen, R. V. Clapp e W. M. Campbell.Tentei imaginar um romance em que alguém vencesse um leilão que cobrasse um alto preçoemocional. Então pensei: e se o item no leilão não fosse um objeto, mas uma pessoa? Nesse caso,qual poderia ser o custo da vitória?Meu primeiro agradecimento por A maldição do vencedor vai para Vasiliki.

Só para constar, o meu também Marie!! haha. Obrigada a Vasiliki por esse termo e por essa história maravilhosa que ela nos deu indiretamente. E obrigada a Marie por dar vida a esses personagens sensacionais e a esse mundo inesquecível. Já estou sofrendo com o final, que ainda nem li... só de imaginar ficar sem Kestrel e Arin 💔.  

Como já falo muito sobre o livro e os personagens, creio que não preciso falar novamente sobre a Kestrel né? haha. Mas ela é a minha personagem favorita também... rs.

Fico por aqui agradecendo a existência das mulheres e desejando um feliz dia, super atrasado! haha.


Imagem relacionada

Mas, e vocês? O que acharam do tema? Qual sua personagem/autora favorita? 



Hey, não vá embora sem me contar o que achou! Sua opinião é super importante para mim. Ah, e não se esquece de se tornar um livreiro, seguindo o blog aqui do lado na sidebar e nas redes sociais! 😉






Mil beijokas e até a próxima!! 💋👋

4 comentários:


  1. Gêmeaaaa lindaaaa ♥♥
    Eu amei a sua escolha, já tinha ouvido falar do livro, mas não sabia praticamente nada sobre a autora e você arrasou na escolha ♥
    Não conhecia esse termo A Maldição do Vencedor e a explicação é incrível ♥ também e já fiquei muito curiosa em saber o que vai acontecer no livro. Já quero muito ler :)
    Amei o post ♥
    ótima quarta
    bjo

    Tati C.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey, Tati!
      Gêmea linda, fico tão feliz que tenha gostado da minha escolha. Amo tanto essa autora! E os livros dela são maravilhosos, sério, você precisa lê-los!
      Eu também não conhecia, e adorei o fato dela ter originado um romance tão original e incrível.
      Espero que você leia! E me conte o que achou depois!! rsrs.
      Mil beijokas e volte sempre!

      Excluir
  2. Oi Anya!

    Que postagem mais completa e inspirada! Você realmente admira muito a autora.
    Não conhecia a autora e veja: já sei praticamente tudo sobre ela, graças à sua postagem! Hehehe
    Acho que uma das melhores coisas da vida é poder falar sobre alguém que admiramos. E quando se trata de nossos autores prediletos, é ainda mais especial. Afinal, é através das criações deles que somos transportados para um universo singular.
    Enfim, o tema desse mês do BLC foi realmente incrível. Já estou curioso para saber sobre o próximo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey, Douglas!
      Ah, obrigada! Admiro mesmo viu? Só de imaginar tudo que ela teve que criar, com base em um termo de economia... sério, como não amar? rsrs.
      KKKKKKKKKKKKKKK. Eu falo super né? Mas não tem como, sou daquelas que quando gosta, gosta mesmoooo haha.
      É, esse mês arrasou! E falar sobre nossos autores favoritos, não tem preço! haha.
      Mil beijokas e volte sempre!

      Excluir

Quer me fazer feliz, ou curtiu a matéria? Comente! Sua opinião é o mais importante! Ah, deixe seu link que terei prazer em retribuir o carinho ;)

Tecnologia do Blogger.